Páginas

Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta mãe narcisista. Classificar por data Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta mãe narcisista. Classificar por data Mostrar todas as postagens

23 de agosto de 2017

Como identificar pais narcisistas?

O tema narcisismo perverso na família está tão presente aqui, que até meus estudos agora incluem dinâmicas de famílias disfuncionais pra compreender ainda mais e ajudar mais pessoas nos atendimentos em aromaterapia com enfase na psicossomática (caso queira trabalhar suas questões com aromaterapia, clica AQUI). Além disso, muitas pessoas me escreveram , relatando surpresa, pois não sabiam que são  filhas de pai e/ou mãe narcisistas e que meus posts tiraram as vendas de suas vistas, achando que o problema era com elas, elas que não eram boas o suficiente pra serem amadas.



E a cada dia, mais e mais gente tem me escrito surpresas, pois não sabiam que a perversidade de seus pais está descrito e catalogado como transtorno de personalidade narcisista na psiquiatria com CID.10  F60.8 - e garanto que ainda existe muitas pessoas que sequer sabem e sofrem com os abusos diários, por anos e até décadas!
Por isso estou escrevendo como identificar se seu pai ou mãe é um narcisista perverso!

Um pai e/ou mãe narcisista pode ser definido como alguém que vive, é possessivo e / ou se compromete em marginalizar a concorrência com a prole. Normalmente, pais narcisistas percebem a independência de uma criança (incluindo filhos crescidos) como uma ameaça e manipula a prole a existir na sombra dos pais, com expectativas não razoáveis. Em um relacionamento analgésico narcisista, a criança raramente é amada apenas por ser ela mesma ou a si mesma.

+ Leia: Sintomas de stress pós traumático causados por abuso narcisista

Numerosos estudos foram realizados sobre o tema da parentalidade narcisista e seu impacto na prole. É importante distinguir certas tendências centradas nos pais da criatividade narcisista crônica. Muitos pais querem mostrar seus filhos, têm expectativas elevadas, podem ser firmes às vezes (como quando uma criança está se comportando de forma destrutiva) e desejam  expectativas de sua prole para torná-los orgulhosos.
Nenhuma dessas características, por sua vez, constitui narcisismo patológico. O que distingue o pai narcisista é uma tendência generalizada de negar a prole, mesmo como adulto, uma sensação de autonomia independente. A prole existe apenas para servir as necessidades egoístas e as maquinações dos pais.

+Leia: Óleos essenciais para tratar sintomas stress pós traumático por abuso narcisista perverso


Como você sabe que seu pai e/ou mãe é narcisista? Enquanto alguns pais exibem alguns dos seguintes traços em um momento ou outro, o que  não chega a ser um problema importante, um pai patologicamente narcisista tende a fazer disso um hábito,embora permaneça em grande parte inconsciente (ou despreocupado com) de como esses comportamentos afetam a sua prole.

1. Usa / vive através do próprio filho

A maioria dos pais querem que seus filhos tenham sucesso. Alguns pais narcisistas, no entanto, estabelecem expectativas não para o benefício da criança, mas para o cumprimento de suas próprias necessidades e sonhos egoístas. Em vez de criar um filho cujos pensamentos, emoções e objetivos são nutridos e valorizados, a prole se torna uma mera extensão dos desejos pessoais dos pais, diminuindo a individualidade da criança.






2. Depreciação

Alguns pais narcisistas estão ameaçados pelo potencial, e sucesso de sua prole, pois isso desafia a auto-estima dos pais. Conseqüentemente, uma mãe ou pai narcisista pode fazer um esforço concentrado para depreciar a criança, então o pai permanece superior. Exemplos desse tipo de marginalização competitiva incluem julgamento e críticas não razoáveis, comparações desfavoráveis, invalidação de atitudes e emoções positivas e rejeição de sucesso e realizações.



Os temas comuns através destes postos são: "Sempre há algo de errado com você" e "Você nunca será bom o suficiente". Ao reduzir a confiança da prole, o pai narcisista consegue aumentar sua auto-estima insegura.


3. Grandeza e superioridade

Muitos pais narcisistas têm uma auto-imagem falsamente inflada, com um autoengano sobre quem são e o que eles fazem. Muitas vezes, os indivíduos ao redor do narcisista não são tratados como seres humanos, mas apenas ferramentas (objetos) para serem usadas para ganhos pessoais. Algumas crianças de pais narcisistas são objetificadas da mesma maneira, enquanto outros são ensinados a possuir o mesmo complexo forjado de superioridade: "Nós somos melhores do que eles são." Essa sensação de direito grandioso, no entanto, é quase exclusivamente baseada em superficialidade, Armadilhas egoístas e materiais, alcançadas à custa da humanidade, da consciência e da relação. Um se torna mais "superior" por ser menos humano.

4. Imagem superficial

Estreitamente relacionados com a grandiosidade, muitos pais narcisistas adoram mostrar aos outros como são "especiais". Eles gostam publicamente de desfilar o que eles consideram suas disposições superiores, sejam bens materiais, aparência física, projetos e realizações, antecedentes e membros, contatos em alto escalão/ou troféus e descendentes. Eles se esforçam para buscar atenção e lisonjas estimulantes.



Para alguns pais narcisistas, as redes sociais são um país das maravilhas onde anunciam regularmente quão maravilhosas e com inveja são dignas de suas vidas. As mensagens subjacentes podem ser: "Eu sou / a minha vida é tão especial e interessante", e "Olhe para mim - eu tenho o que você não tem!"

5. Manipulação

Exemplos comuns de manipulação de pais narcisista incluem:
  • Viagem de culpa : "Eu fiz tudo por você e você é tão ingrato".
  • Culpando: "É culpa sua de que eu não esteja feliz".
  • Envergonhando: "Seu mau desempenho é um constrangimento para a família".
  • Comparação negativa: "Por que você não pode ser tão bom quanto seu irmão?"
  • Pressão irracional: "Você vai fazer o melhor para me orgulhar".
  • Recompensa e punição manipuladora: "Se você não perseguir a faculdade que escolhi para você, vou cortar meu apoio".
  • Coação emocional: "Você não é uma boa filha / filho, a menos que você atenda às minhas expectativas".

Um tema comum que atravessa essas formas de manipulação é que o amor é dado como uma recompensa condicional, ao invés da expressão natural de pais saudáveis. Por outro lado, a retenção de amor é usada como ameaça e punição .


6. Inflexibilidade e melindres

Certos pais narcisistas são altamente rígidos quando se trata dos comportamentos esperados de seus filhos. Eles regulam sua prole em pequenos detalhes, e podem ficar chateados quando há desvio. Alguns pais narcisistas também são sensíveis e facilmente se melindram. As razões para a irritação em relação a uma prole podem variar muito, da falta de atenção e obediência da criança, a falhas e falhas percebidas, a estar na presença do pai na hora errada, etc.

Um dos motivos da inflexibilidade e da sensação dos pais é o desejo de controlar a criança. O narcisista responde negativamente e desproporcionalmente quando vê que a prole nem sempre agirá como sua marionete.







7. Falta de empatia


Uma das manifestações mais comuns de um pai ou mãe narcisista é a incapacidade de se conscientizar dos próprios pensamentos e sentimentos da criança e validá-los como verdadeiros e importantes. Apenas o que o pai pensa e se sente é importante.

Crianças sob este tipo de influência dos pais ao longo do tempo podem responder com um dos três instintos de sobrevivência: eles podem lutar de volta e ficar de pé sozinhos. Eles podem  fugir e se distanciar de seus pais e /ou mãe. Alguns podem começar a congelar e substituir seu próprio eu inválido com uma personalidade falsa -desempenhando um papel e adotando os traços do próprio narcisismo.


8. Dependência / Codependência

Alguns pais narcisistas esperam que seus filhos cuidem deles pelo resto de suas vidas. Esse tipo de dependência pode ser emocional, física e / ou financeira. Embora não haja nada inerentemente errado em cuidar dos pais mais velhos - é um traço admirável - o pai narcisista tipicamente manipula uma prole para fazer sacrifícios não razoáveis, com pouca consideração pelas próprias prioridades e necessidades da criança.

Alguns pais narcisistas também podem manobrar seus filhos adultos em codependência. O professor de psicologia Shawn Burn define uma relação de codependente como: "onde a ajuda de uma pessoa habilita a incapacidade do outro, irresponsabilidade, imaturidade, dependência , procrastinação ou má saúde mental ou física".

9. Ciúme e possessão

Uma vez que uma mãe ou pai narcisista muitas vezes espera que a criança permaneça permanentemente sob a influência dos pais, ela pode tornar-se extremamente ciumenta em qualquer sinal de maturidade e independência da criança. Qualquer ato percebido de individualização e separação, de escolher o próprio caminho acadêmico e profissional , fazer amigos não aprovados pelos pais, gastar tempo em suas próprias prioridades, são interpretados negativamente e pessoalmente ("Por que você está fazendo isso comigo?!" ).

Em particular, a presença de um parceiro romântico na vida da prole adulta pode ser vista como uma grande ameaça e freqüentemente respondeu com rejeição, crítica e / ou competição . Nos olhos de alguns pais narcisistas, nenhum parceiro romântico é suficientemente bom para a sua prole, e nenhum intruso pode jamais desafiá-los pelo domínio de seus filhos.


10. Negligência

Em algumas situações, um pai narcisista pode optar por se concentrar principalmente em seus interesses autoabsorventes, que para o narcisista são mais emocionantes do que a educação infantil. Essas atividades podem fornecer ao narcisista a estimulação, validação e auto-importância que ele ou ela deseja, seja obsessão de carreira , ascensão social, ou aventuras pessoais e passatempos. A criança é deixada para o outro pai ou por conta própria.



Também pode negar assistência médica se o filho não vai morrer daquilo - como negar fisioterapia para a recuperação de um membro ou levar a um médico para que a filha não perca a audição, por exemplo.
Se você tem um pai ou mãe narcisista e está sofrendo abusos psicológicos, agressão verbal, humilhações, agressão física, procure ajuda terapêutica o quanto antes! Os danos fisícos e emocionais podem ser revertidos com terapia, florais, aromaterapia, homeopatia e muitas vezes com antidepressivos e estabilizadores de humor.

Não permita que sua vida seja destruída por quem não sabe dar amor - cuide-se e seja aquilo que você veio fazer neste mundo: expressar seus dons e talentos, amar, sorrir, compartilhar a vida com alguém, ter filhos.... não importa... cuide-se e seja o que você sempre quis!

- Caso você queira trabalhar suas questões de abuso emocional vindos de pais narcisistas perversos com aromaterapia - clica AQUI


- Caso você queira entrar para o grupo de dicas com pegada terapeutica sobre como se curar - clique aqui



Traduzido e adapto de Psichology Today

11 de maio de 2020

Feliz dia das (não) mães

Eu passei esse dia lembrando de quanto sofria ao ver comerciais endeusando mães amorosas, super fofas e acolhedoras, passei anos evitando ver TV nessa época, porque causava sofrimento!

LEIA TAMBÉM:  Como identificar mãe narcisista

Relutei em escrever esse texto, mas quando publico algo na net sempre é pra ajudar a alguém que esteja passando pelo mesmo , porque não é fácil saber que a maior parte da sua jornada terapeutica tem a ver grande parte com o comportamento destrutivo e totalmente atipico de uma maternagem amorosa, que é o caso de uma mãe narcisista ou também tida como tóxica, tá aí o termo pra buscar no google sobre seus intermináveis conflitos com a genitora

Minha busca por terapias e autoconhecimento surgiu exatamente do caos emocional que é conviver com uma mãe tóxica.



Nessas épocas é muito comum também ouvir de parentes que você TEM QUE  perdoar sua mãe, porque né, mãe é mãe e claro, tem a culpa... porque puxa! A harmonia da familia né...
Pois te digo que tenho lugar de fala o suficiente, ao menos uma década, entre terapeutizada e agora como terapeuta.
(agende aqui seu horário)

 TEM QUE  não existe, ninguém tem que nada, se o parente em questão reluta em te ouvir e ser tendencioso -um bom relacionamento ouve os dois lados, caso contrário considere se está lidando com familiares tóxicos ou relacionamentos indignos, que sim podem ser mantidos com distância saudável, como coloca o Arly Cravo aqui

O perdão é um processo, um caminho a ser percorrido, mas o primeiro passo é reconhecer que o convívio com uma mãe tóxica ou narcisista contém traumas profundos que precisam ser tratados, é preciso validar a dor e expor todas as feridas pra gente poder lavar e desinfetar, depois ministra baldes de óleo essencial de lavanda ( eu sou aromaterapeuta tá rs...) pra ajudar a curar e cicatrizar.

+Leia: Óleos essenciais para tratar sintomas stress pós traumático por abuso narcisista perverso

Só depois que as feridas param de machucar , ainda que não tenham sido todas curadas, há espaço pra olhar para o perdão, e ainda assim, após anos de terapias, autoconhecimento, constelação familiar, enfim, aquilo que você se identifique mais pra tratar a ferida da mãe narcisista.

A minha jornada incluiu estas terapias e ainda ajuda medicamentosa, uma vez que também apresentei transtornos de ansiedade e depressão.
Quem me conheceu no ínicio do processo disse que estava pior do que um trapo de chão.




Até que depois de andar na montanha-russa junto com minha criança ferida e acalmá-la o suficiente, depois de  muitas constelações, coaching, óleos essenciais, o campo se abriu pra ver qual foi o emaranhado que produziu tanta dor durante várias gerações:

se você cura no antepassado original do problema, o sistema acaba se harmonizando quanto a isso,
e pela primeira vez na vida eu não quis mais marcar uma audiência na Mediação de conflitos, no Tribunal de Justiça - algo se apaziguou internamente.
(bem trabalhado pela minha mentora / mediadora de conflito / psicologa e facilitadora de constelação familiar Cassia Alves)

Ah Yumi, tu é exagerada, como se atreve colocar a própria mãe num lugar desses?!


Pasmem que minha própria mãe me negligenciou ajudas médicas graves aos 4 anos e ainda brigou e proibiu/ vetou quem se dispôs, deixando sequelas fisicas que dificilmente se revertem.

É o que uma mãe narcisista é capaz de fazer: deixar sequelas, tanto no físico quanto no emocional, caso você desconfie que  sua fobia social esteja ligada à agressão fisica / verbal e abuso psicológico, você pode checar os sintomas psicológicos do abuso narcisista aqui

Cheguei no fundo do poço...
Mas calma que não dá pra generalizar  e validar somente a opinião dela como verdade absoluta, pois muitas vezes essas mães também tem transtornos emocionais que interferem num julgamento imparcial (e não insana total, é diferente!) - por isso é preciso um trabalho de desidentificação de rótulos e julgamentos , e que dá é muito trabalho sim infelizmente.

Mas acredite, dá sim pra sair do fundo do poço, curar as feridas, sair do peso que foi ter sido filha de uma mãe narcisista e parar de reagir aos gatilhos que despertam dor.

Tenho certeza disso pois de tudo que me feriu, já passei a limpo uns 75-80% com muito esforço, e sorry... nem Constelação é varinha mágica, tem que se trabalhar, se observar e estudar sempre.

O Alex Possato é um constelador cujo trabalho eu confio muito e posta textos muito bons sobre os emaranhados sistêmicos com a mãe, até porque a dele próprio foi uma mãe dificil, um video bonito e bem esclarecedor



 Depois de tanto aprofundar nas dores, é possivel ver a mãe díficil, despir dela as capas e máscaras de abuso, crueldade, negligência e violência e ver que ela também nem sabia lidar com suas dores, que algumas vezes ela só replicou comportamentos vivenciados e que se você observar faz igual as vezes - como diz a Taryana Rocha, psicanalista também filha de mãe narcisista.



Só acho possível perdoar depois de ter descascado tuas cebolas, chorando camada por camada as vezes, pra conseguir ver as coisas com clareza longe dos ardores, porque acredite, chega uma hora que você tem mais espaço, mais vida dentro de si, tanto que escrevo esse texto de coração, fluiu muito bem, sem revisitar as dores - e se você nem sabia do que gosta como já me aconteceu, tenha certeza de que aos poucos você se conhece e vê teus dons e propósitos.

Enfim, eu ainda não cheguei no perdão, mas já cessei a guerra interna e já não me dói terrivelmente.
Eu sei que pode ter milhares de pessoas sofrendo com uma mãe abusiva, achando que o problema é ela e que a dor é tão insuportável e terrível a ponto de achar que ficará assim pra sempre, que é quebrado. Não!

É possível sim sair disso, ter plenitude, sucesso emocional - mas é preciso correr atrás, tem tanta gente doando trechos de terapia tão valiosos, é só procurar!

-------

Caso você queira entrar para o grupo de dicas com pegada terapeutica sobre como se curar - clique aqui

9 de julho de 2017

Sintomas de sobreviventes de abuso narcisista e stress pós traumatico

Ter descoberto  o mecanismo do abuso narcisista na própria família me curou de inúmeras formas, muitas crenças que tomei pra mim como verdades foram  jogadas fora, a principal delas é: eu não sou xiliquenta, fresca, preguiçosa,  ou _____________ (insira aqui qualquer adjetivo que alguém com depressão pode ser chamado) mas que estava sofrendo a síndrome da vítima de abuso narcisista ou num termo mais técnico, a sintomatologia psicossomática do abuso narcisista se enquadra no Stress pós traumático.
O narcisista maltrata e agride tanto a psiquê da vítima, que a pessoa se sente como se não houvesse amanhã, as palavras cruéis ouvidas por anos conseguem matar quase tudo o que há de bom e belo numa pessoa e tudo que sobra é um trapo humano.



O pior de tudo é que a grande maioria dos terapeutas não entendem a dimensão dos danos que pais narcisistas podem causar. Muitos terapeutas dizem que  a vítima está exagerando... na verdade é até compreensível, se o terapeuta veio de um ambiente familiar saudável, com mãe maternal, e manteve a crença de que mãe é sagrada, mãe ama os filhos, mãe só quer o melhor...  ... não a mãe narcisista com transtorno borderline...
Por isso é importantíssimo checar com o terapeuta se ele está familiarizado com o mecanismo do abuso narcisista perverso, pois desvaslidar todo o sofrimento vindo do abuso é praticamente matar a esperança de cura.
imagem: casa de Sabbath
Esqueça a ideia de que um narcisista pode melhorar com tratamento:
ele nunca acha que está com problema!

A grande maioria destes pacientes vão parar em terapia num primeiro momento por não saberem lidar com suas vidas, quase ninguém chega num consultório e diz para o terapeuta: "quero me curar do abuso narcisista", principalmente porque elas nem sabem que o problema primordial é este, mesmo porque aqui no Brasil não há muita informação sobre a profundidade dos danos causados na mente das vítimas.

O transtorno de stress pós-traumático (TEPT) é uma condição psicológica que se desenvolve depois que uma pessoa foi prejudicada ou exposta ao perigo e não conseguiu se proteger. É particularmente provável que se desenvolva quando a pessoa experimenta medo, desamparo e impotência , que são características comuns do abuso infantil.
O grau de stress que um narcisista perverso provoca numa criança/adolescente é tão grande que é comparável ao stress pós traumático  sofrido por veteranos de guerra!

Os principais sintomas que um sobrevivente de abuso narcisista apresenta são:

  • Hipervigilância: é semelhante ao sentimento nervoso que beber muito  café causa. Podemos experimentá-lo como ansiedade, agitação ou irritabilidade. Vopcê vive em alerta constante, nunca relaxa, fica apreensivo.
  •  Intrusões: ocorrem quando as experiências traumáticas  do passado de uma pessoa, atravessam sua consciência e são experimentadas como se estivessem ocorrendo no presente. Eles são chamados de "flashbacks". Por exemplo: seu marido fazer faxina te faz acordar com taquicardia, assustada e desesperada. Não é o marido que vai gritar com você, chamar de  preguiçosa e fazer você sair correndo catando sua bagunça normal de pré-adolescente mas o barulho de arrastar mesas e cadeiras e vassouras esfregando o chão fazem você reagir assim.
  • Prevenção: é uma tentativa de se defender contra o perigo, limitando o contato com o mundo e criando fobia social - se isolar, se afastar  dos outros, ter pavor de intimidade.
    Isto pode vir na  forma de repressão (bloquear a memória de um evento traumático), negação (não reconhecer que um evento que ocorreu, na verdade aconteceu), dissociação (percepção alterada) ou amnésia (perda de memória). Os sobreviventes utilizam subconscientemente qualquer ou todas essas técnicas para sobreviver ao trauma de seu abuso.

    Outros sintomas de Stress pós traumático que  acometem vítimas de abuso narcisista são:


Para chegar ao quadro de stress pós traumático, deve-se apresentar por no mínimo 1 mês:
• Pelo menos um sintoma de re-experimentação 
• Pelo menos três sintomas de evitação 
• Pelo menos dois sintomas hipervigilância
• Sintomas que dificultem sua vida diária, na escola ou ao trabalho.

Também precisamos desdobrar  outros quadros psicossomáticos que podem ser causados pelo stress pós traumático ao ser vítima de abuso narcisista perverso.

Ataques de pânico:

A ansiedade é um sentimento de apreensão associada a sintomas de tensão. É diferente do medo, pois o medo é uma resposta ao perigo presente percebido. Quando o medo ocorre de forma inadequada, a ansiedade pode aumentar e um ataque de pânico pode ocorrer. As pessoas que sofreram abuso infantil são mais propensas a sofrer ataques de ansiedade ou pânico freqüentes ou generalizados do que aqueles que não tiveram.

Os ataques de pânico ocorrem quando um indivíduo experimenta um período súbito de medo ou desconforto intenso, no qual quatro ou mais dos seguintes sintomas se desenvolvem rapidamente:




.



Infelizmente, todos esses sintomas podem minar ainda mais  a autoconfiança e sensação de bem estar, tornando mais difícil se recuperar do abuso, mesmo depois de sair do relacionamento. Se você ainda vive com um narcisista esses  sintomas têm o potencial de dar a ele mais munição contra você e sua sanidade, mais gatilhos para te desvalidar.

Depressão

A depressão é comum. As pessoas deprimidas podem sentir-se desencorajadas sobre o futuro, insatisfeitas com a vida (talvez até desejando que estivessem mortas) ou isoladas de outras pessoas. Eles podem não ter energia para fazer as coisas, nem para se levantar da cama, não conseguirem se concentrar ou comer ou dormir normalmente. Sentir-se deprimido é muitas vezes uma resposta às perdas passadas e correntes. Sente-se mal como numa reação a uma tragédia (como uma perda significativa) é de se esperar. O transtorno depressivo maior, no entanto, ocorre quando sinais de depressão (incluindo letargia, inutilidade ou perda de interesse em familiares, amigos e atividades) últimas duas semanas ou mais sem motivo aparente. Os sintomas incluem:





Dissociação

Os distúrbios dissociativos são caracterizados por alterações na percepção; Uma sensação de desapego de si mesmo (despersonalização), do mundo (desertificação) ou de memórias. A amnésia dissociativa ocorre quando o indivíduo não consegue se lembrar de informações pessoais importantes. Em casos extremos, novas identidades (alteradas) são formadas. (Transtorno de Identidade Dissociativa ou DID)

Quanto mais grave ou prolongado o abuso, mais a criança usará dissociação para escapar do horror ou da dor de uma determinada situação. Os sobreviventes carregam essa habilidade na vida adulta, continuando a usá-la como forma de evitar dificuldades em suas vidas. Muitos não estão cientes de que eles estão se dissociando à medida que o processo se tornou tão automático. Parte da jornada de recuperação do trauma do abuso infantil envolve aprender a permanecer presente enquanto enfrenta a realidade de um trauma

Transtorno bipolar

Esta condição ocorre menos comum do que a depressão maior. Uma pessoa que sofre de transtorno bipolar tenderá a alternar entre a desesperança e a letargia da depressão e a fase hiperativa, extremamente otimista e impulsiva da mania. O início do transtorno bipolar geralmente é perto dos vinte anos, embora às vezes  comece na adolescência.
O tratamento para doença bipolar, que pode incluir medicação, psicoterapia e mudanças de estilo de vida, tende a ser efetivo. O tratamento de manutenção entre episódios pode reduzir ou mesmo evitar outros episódios.

+Leia também: Psicoaromaterapia | Óleos essenciais para tratamento de Stress pós traumático para sobreviventes de abuso narcisista perverso

Com um tratamento adequado, os sobreviventes de abuso narcisista podem se recuperar e ter uma vida normal.´Quando se está sob ataque narcisista durante anos,é comum se instalar a desesperança e a crença de que você não presta já que não é digno de receber amor materno, e nada mais pode ser feito...
... não desista! Há sim como consertar o estrago, há como juntar os cacos que sobraram do seu coração, porém você deve querer e ter paciência, pois anos de danos não são refeitos em 1 ano de terapia.
Lembre-se que não é você que não é digno de ser amado,  apenas sua mãe (e/ou pai) não tem a capacidade de amar e muito menos empatia.
Não podem te amar pois estão também extremamente feridos pelo relacionamento com os próprios pais.

Com terapia e muita leitura você se reintegra e ganha estratégias para lidar com narcisistas.
Palavra de quem ficou sob ataque de uma mãe narcisista perversa por 35 anos...


29 de julho de 2017

Floral para filhas sobreviventes de mães narcisistas

Entrei numa  depressão severa neste último semestre...
Por mais que eu tivesse me trabalhado a dor crônica da fibromialgia nunca cedia - sim, eu como aromaterapeuta e terapeuta floral acredito que diagnósticos crônicos são como rótulos que a medicina alopática ainda não conseguiu curar... e sigo acreditando nisso.

Também tenho certeza absoluta que a minha fibro, vem de anos de abuso verbal, abuso psicológico, desvalidações, negligências por parte da minha mãe...
Lógico que pra quem teve mãe maternal isso não faz o menor sentido e pode até parecer frescura -
Por isso ter descoberto que minha mãe é narcisista perversa me salvou de todas as crenças destrutivas e autosabotagens que eu me castigava severamente... porém, eu mesma empaquei no processo de cura.
Como toda filha de mãe narcisista, eu tentei racionalizar, virei nerd da psicossomática, tão nerd que minha cabeça fervia de tanta informação! Acontece que isso é um problema comum entre  essas filhas  - racionalizar para tentar dar explicações para tudo que aconteceu é uma forma de proteção porém nega muitos sentimentos...

Por isso mesmo que terapeuta precisa de terapeuta... graças aos céus minha coach de Constelação familiar (falei AQUI) percebeu que o trabalho de cura pode sim ser multidisciplinar e abriu para que outros terapeutas pudessem auxiliar no processo.
(tá sendo bem bacana olhar o trabalho da Constelação familiar em sinergia com a aromaterapia e os florais, temos vistos muitos indights maravilhosos neste grupo!).

Então recebi a prescrição do Leucantha no grupo de Constelação.... logo mais descobri o narcisismo, entrei em choque e uma outra terapeuta amiga também me indicou ... no mesmo dia quando compartilhei, no meu grupo no FB recebi a 3. indicação. Eu acredito na força do 3. sinal!

Esta formula floral vem atuar em crianças, jovens e adultos que passaram por uma rejeição materna quando ainda estavam no ventre de sua mãe ou foram separados de sua mãe muito cedo. O pensamento “não queria esse filho agora” gera um rompimento energético entre mãe-filho que vai acarretar e desencadear desvios emocionais para o resto da vida, onde o centro de segurança emocional é abalado. Algumas características de quem precisa tomar este floral é o sentimento de insegurança, insatisfação, agitação, ansiedade e imaturidade. A Fórmula Leucantha refaz este vínculo mãe-filho, traz paz e desenvolve o amadurecimento de forma que a vida voltará ser vivida com entusiasmo, interesse e satisfação.






















Então finalmente pude acessar lembranças, óbvio está doendo, tenho tido vontade de chorar mas o ponto principal da terapia é este: entrar em contato com suas dores. É como um machucado físico: é preciso desinfetar a ferida, passar remédio, colocar um curativo e aguardar a dor passar e o corpo se curar...
Finalmente internalizei uma das minhas primeiras Constelações que eu fiz -minha mãe só fez tudo isso pois era a única coisa que sabia fazer, pois aprendeu com a mãe dela. Não pôde me dar amor pois estava procurando o amor da mãe dela!
(saiba que uma constelação pode atuar em 2 semanas, 1 ano... 5 anos...)
Depois de tanto me trabalhar, depois de soltar milhares de absurdos que minha mãe narcisista fez, finalmente começo a pensar no perdão. Eu quero perdoar!
Então também comecei a tomar a fórmula da família: Promove a integração familiar, o perdão e a harmonia.

Também me despeço do meu padrão de vítima com esta frase que me tocou do blog americano Womb of Light, que eu recomendo muito a leitura caso você esteja trabalhando a ferida da mãe narcisista:









E deixo aqui um pensamento sobre o perdão:
Perdoar não significa que a outra pessoa vá mudar, que a relação vai mudar, apenas que tudo isso já não te machuca e interfere nas tuas escolhas, que você não vai mais fazer as coisas pra fugir da dor... mas porque você quer e está livre dos condicionamentos!

Espero sinceramente que isso seja uma ajuda no caminho árduo de curar nossas feridas da mãe narcisista!
Só lembrando que é importante seguir um tratamento floral para trabalhar tantas dores, porém se você já faz algum outro tipo de terapia, pode ser uma ajuda valiosa!
Também é muito importante ter um acompanhamento terapêutico , até porque como a ferida da mãe narcisista é muito profunda, podem surgir catarses.

1 de agosto de 2017

Óleos essenciais para stress pós traumático de abuso narcisista

Os efeitos deletérios de uma criação feita por pais narcisistas perversos englobam o quadro chamado stress pós traumático, cuja descrição dos sintomas físicos e emocionais falei AQUI.
O nível de stress que um relacionamento com um narcisista traz é comparável aos que soldados tiveram na 2. guerra ou das vítimas dos campos de concentração, para ter uma ideia. Isso vindo dos próprios pais, é possível imaginar o estrago na mente de um filho adulto de pais narcisistas perversos.

A aromaterapia é uma ferramenta fantástica para amenizar os sintomas de stress pós traumático e são coadjuvantes nos processos terapêuticos para tratar as dores emocionais que uma relação desta natureza traz.
Trazem muito menos riscos se comparados aos ansiolíticos ou antidepressivos, porém em casos muito severos devem ser coadjuvantes no tratamento psiquiátrico/terapêutico - ou seja: não dispensam o uso de medicação.

+LEIA: Sintomas de Stress pós traumático de abuso narcisista perverso

Eu uso a aromaterapia para cuidar de mim, durante meus processos de autoconhecimento e sou psicoaromaterapeuta com enfase na psicossomática há 7 anos e sempre tenho muitos insights que levo para o grupo de autoconhecimento e Constelação familiar - falei AQUI.
Você pode salvar para consultar sempre que precisar!
Abaixo selecionei os óleos essenciais para tratar Stress pós traumático, vindo de abusos de mãe narcisista perverso.








Os óleos essenciais são extraídos de plantas, portanto a aromaterapia é um método 100% natural. São substâncias extremamente concentradas e potentes - para se ter uma ideia, uma única  gota de óleo essencial equivale em média a 24 xícaras de chá da planta seca.

Vale dizer que estas descrições servem apenas para psicoaromaterapia, não nos responsabilizamos pelo uso indevido dos óleos essenciais para outros tipos de uso, por exemplo tópico.

Porém existem alguns cuidados e contra-indicações :


- Sálvia esclaréia: 
 Não é indicado para bebês ou crianças pequenas Também não pode ser usado quando a pessoa ingerir álcool e quando a biploaridade está na fase maniaca, já que pode dar um 'barato' - viagem alucinógena.

- Manjericão:
contra indicado na gravidez e ao dirigir veículos, pelo seu efeito sedativo e por isso pode potencializar quadros depressivos.

- Rosas: evitar na gravidez principalmente em casos de aborto espontâneo


Quem não pode fazer uso da psicoaromaterapia?

Infelizmente gestantes não podem fazer uso da psicoaromaterapia, especialmente durante o 1. trimestre da gestação.
E claro, não usar os óleos essenciais indicados para insônia quando estiver na direção, estes são recomendados para a hora de dormir.






Os óleos essenciais fazem efeito na mente em aproximadamente de 5 a 30 minutos da inalação. Já na psiquê, para auxiliar na atenuação das desvalidações, humilhações e todo tipo de maus efeitos que a relação com um pai ou mãe narcisista podem trazer, é necessário utilizar a psicoaromaterapia diariamente, num prazo de 15 a 30 dias- variando pra mais ou para menos dependendo da pessoa ,da profundidade e/ou tipo de trauma, fazendo acompanhamento com um outro terapeuta ou com psicoaromaterapeuta especializado em casos de sobreviventes de narcisismo perverso.

+ Leia também: Ecobag - os poderes do óleo essencial de lavanda

É possível utilizar a psicoaromaterapia por si própria utilizando conforme as orientações deste post, porém desde que os sintomas dos efeitos colaterais que o stress pós traumático estejam mais controlados e não se apresentarem com tanta frequência, como por exemplo, no auxilio do sono, e neste hora é bom deixar um caderninho na cabeceira, uma vez que óleos essenciais costumam trazer muitos sonhos.

Durante o tratamento dos traumas de abuso, podem surgir catarses e até memórias dolorosas submergirem do inconsciente, por isso um acompanhamento com um terapeuta ou psicoaromaterapeuta são fundamentais, principalmente se foi muito recente ou se ainda mora com um
narcisista.

Se você quer debater o tema através da ótica da Espiritualidade e autoconhecimento, temos um grupo no FB - clica aqui


A Aromalife, parceira do blog dá 5% de desconta na primeira compra, clique AQUI e acesse

Para quem está iniciando e nunca comprou um óleo essencial, recomendo muito ler este post AQUI, mesmo porque existe fragância sintética que não funciona para aromaterapia.


Caso você queira encomendar uma fórmula, clica AQUI
Cavo você queira fazer uma consulta - clica AQUI


Caso você queira debater a problemática narcisista perverso através do autoconhecimento x espiritualidade, temos um grupo no Fb - clica AQUI

29 de agosto de 2017

Agradeça as coisas que quer como se ja tivesse acontecido!

Eu praticamente fui criada pelas minhas tias, já que minha mãe trabalhava muito e mesmo quando estava em casa, ela simplesmente não tinha tempo pra brincar ou dar atenção.
Minhas tias , principalmente minha madrinha, seguem a Seichô-no-Iê. E uma das coisas que a Seichô dizia é:
 Reconciliar-se com todas as coisas do Universo significa agradecer a todas as coisas do Universo.


A Seichô ensinou para seus seguidores que quando você quer algo, agradeça por isso como se já estivesse conseguido.
Minha madrinha me deu um terço da gratidão, ensinou a pegar um terço e ir dizendo muito obrigado por tal coisa - como se já tivesse conseguido!




Pois bem... nos meus 22 eu queria ter um emprego... eu fui até a Igreja de São Judas  em SP, fazer promessa pra arranjar emprego. E o terço, eu usava assim: "Muito obrigado, já consegui um emprego".
Onde tinha brecha eu usava o terço, no metrô, no ônibus, vendo filme...
2 meses depois, eu consegui trabalhar no SBT! Uau!
Depois voltei na igreja e paguei a promessa, dando o dizimo do meu primeiro salário! Que também é uma forma de agradecer a prosperidade.

Só que acabei saindo de lá, porque era insalubre, (cobria as folgas, cada dia num horãrio - não tinha nem tempo de sair com os amigos porque cada dia estava num horario diferente, só queria descansar!), terminei um noivado de 8 anos, já estava toda dolorida, com distimia e tudo mais... Resolvi dar um tempo de tudo, rever o que queria da vida de fato.. queria mesmo encontrar alguém que valesse a pena!
Conheci meu marido depois de 2 meses fazendo mentalizações conforme O Segredo ensinou e também a oração da metade da alma da Seichô!

Senhor! Aquilo foi espantoso! Porque ele era exatamente aquilo que descrevi de boas qualidades que gostaria em alguém! Até o bumbum era aquilo que escrevi...
Pois bem, minha mãe que já era narcisista perversa desde sempre (e eu não sabia que ela é isso, só descobri em junho deste ano....), convidou  ele pra morar na casa de 3 andares dela, porque ela não queria ficar sozinha, sendo viuva e meu irmão já casado.

+Leia também: Como identificar pais narcisistas?


Aceitamos... mas foi a pior cagada que fizemos, porque ela queria controlar tudo! Como eu cuidava dele, o que servia de janta, até como colocar a colher no escorredor! Entre tantas outras arbitrariedades. Era briga todo dia e chorava quase todo dia!
Eu caí de cama, de fibromialgia e fadiga crônica (sim, minha mãe colaborou muito pra eu ficar doente!)- no primeiro inverno eu ficava o dia todo na cama, pois o frio fazia doer muito mais... graças aos céus meu marido entendeu que não era frescura como minha mãe jogava na cara. Como ficava muito de cama, comecei a vender cosmético por catálogo, o que era muito pouco!

+Leia também:
Sintomas de stress pós traumático de abuso narcisista

A casa sempre foi um front de guerra, piorou muito mais quando ela viu que meu marido me protegia, eu chorava todo dia!
Não sabia como sair dali, chegamos a ver muitas mas em SP o mercado imobiliário é superfaturado. Como que iriamos sair da casa dela, pagar meus tratamentos e até um curso de Constelação familiar?! Não dava!

+Leia também | o que é constelação familiar?!

Seguíamos a vida no meio da guerra, o curso de Constelação era um fim de semana por mês. À medida que constelava, ia melhorando... e enfrentava minha mãe nas crenças limitantes- chegou a dizer que o grupo estava me estragando!
No 2. ano - ela chegou a reconhecer que foi uma mãe horrivel, mas continuava sendo narcisista - a cada briga, eu olhava para essa foto da gente saindo da cerimônia e dizia: "Você vai ver mãe! Vou morar  numa casa de condôminio, assim, assim assado e o mais longe possivel que eu puder...

Essa é a vista que tenho do meu condominio!

A coisa ficou tão emaranhada naquela casa que até meu irmão separou e voltou a morar, parecia a grande familia em guerra! Cada um no seu front - cada um se escondendo em seus quartos.
Eu continuei no meu grupo de Constelação, no 3. ano - meu marido perdeu o emprego! Putz - pensei que agora acabou todas as chances de sair de lá...
Bem... eu continuei olhando a foto,  agradecia como se já tivesse conseguido e quando voltava chorando de mais uma das inúmeras brigas, continuava a dizer que ela ia ver só, que ainda ia morar numa casa de condominio...

Pois bem... Houve uma Constelação que fiz, onde a coach jogou vários objetos no chão, dizendo pra eu olhar pra minha bagunça na vida... lembro que arrumei tudo aquilo, depois a coach disse pra olhar pela janela pra ver o quanto a vida era bonita e que poderia abraçar se eu quisesse...




Bem... um tempo depois, meu marido arrumou emprego, a 40km de SP, ia e voltava todo dia... como já conhecia os arrredores, me levou pra ver uma casa na planta... e melhor, a gente tinha o dinheiro da entrada, porque o valor era 3x menor do que uma em SP, num condominio!
Depois de 1 ano e meio, a casa ficou pronta - 5 anos depois que decretei que minha mãe  ia ver só rs... nós nos mudamos, pra dizer a verdade, depois que compramos nossa casa, minha mãe encontrou um apto na terra natal dela... e foi morar a 500km de nós...

+Leia também: Aromaterapia | 13 óleos essenciais para lidar com stress pós traumático de abuso narcisista

O que quero dizer com isso é que acredito piamente que ter agradecido como se já tivesse conseguido, antes mesmo de ter o dinheiro pra comprar a casa, me levou a fazer uma constelação, que desembaraçou aquilo que me prendia a ela e o Universo conspirou, fazendo meu marido perder o emprego e arrumar outro a 40km de SP, onde o custo de vida é muito menor.... e tanto quis fugir do narcisismo perverso dela, que o Universo conspirou até nisso!

Então sim... agradecer como se já tivesse conseguido funciona mesmo! Nesse meio tempo, também comecei a fazer diário da gratidão que tinha encontrado na livraria.


Pode ser feito com qualquer caderno mas eu preferi este da autora dO Segredo, até como forma de agradecer os ensinamentos e por ter uma frase de gratidão por dia
Ali escrevia a gratidão pelas coisas que me aconteceram no dia e também a gratidão pelas coisas futuras... como nossa casa por exemplo - tem mais detalhes de como fazer diário de gratidão neste post aqui.
Porém quando entrei em depressão este ano, logo depois meu marido perdeu o emprego no meio da crise que assola o país.
Foram 8 meses assim... daí minha madrinha relembrou a estória do terço da gratidão- também me lembrei que tinha conseguido no SBT com o terço, mas disse que um preletor da Seichô ensinou a fazer com feijão, pega 1kg de feijão e vai dizendo o quer conseguir, por exemplo:

"muito obrigado, já consegui um emprego"
Daí tu pega 3 feijões e diz: obrigado, obrigado, obrigado,
E vai repetindo: "muito obrigado, já consegui um emprego"
Daí tu pega 3 feijões e diz: obrigado, obrigado, obrigado,

E vai indo...até fazer com 1kg de feijão...

 -Marido pegou um contador digital no cel e foi fazendo... minha tia começou a fazer com o feijão... 2 semanas depois de todos começarem a agradecer como se ele tivesse conseguido... ele foi chamado para uma entrevista na segunda, na terça ligaram pra ele pra 2. fase, na sexta ligaram dizendo que ele foi contratado! E melhor! a 15 min de casa!

Foi lindo ver como funciona bem... e a gente tinha esquecido disso, até parei de escrever nos diários... mas voltei a fazer!
Segundo a Seichô não agradecemos que temos uma boa cama pra dormir , agua encanada, energia eletrica, que muitos não tem, a internet que vc está lendo isso... o computador ou o cel que está lendo isso- estamos devendo gratidão!
Notem que pra coisas mais simples como um emprego, a resposta vem mais rápido, já para uma casa por exemplo, o Universo teve que fazer manobras como me colocar num grupo de Constelação e fazer meu marido perder o emprego

Se você não acredita em religião, sugiro ler O Segredo, que diz a mesmissima coisa!
E agradeço a você que leu tudo isso até o final!
Ah sim, estou com meu marido até hoje!


9 de abril de 2018

Sinergia de aromaterapia + metafísica do cisto no ovário


Entonces... quem acompanha o blog sabe que eu tive uma deprê muito grave mesmo... nessa deprê chutei o balde e comia doce pra caramba (e por incrivel que pareça minha glicemia tá ótima!) - a cara da derrota foi comer leite condensado com extrato de baunilha (me julguem!)

O que A tem a ver com B Yumi?!

Bem... cistos no ovário podem vir de uma  ingestão gigante de açúcar... uma amiga me explicou que é como o câncer: se alimenta de açúcar e cresce... isso seria uma causa biológica do cisto.

Só que, eu cresci lendo livro da Seichô-no-Iê onde Massaharu Taniguchi explica as causas emocionais e/ou comportamentais  das doenças, não só biologicamente falando - neste caso, ter comido açúcar demais.

Depois cai em Louise Hay e mais pra frente ganhei um presente da minha falecida terapeuta floral, o trabalho do Rudiger Dahlke e sendo rata de livraria o trabalho do Valcapeli.

Dito isso, sempre me trabalhei observando o que a psicossomática dizia sobre determinada doença e até hoje baseio meu trabalho de aromaterapia investigando e aplicando o OE referente a questão.





O que é um cisto no ovário de acordo com a linguagem do corpo / psicossomática:


Resumo da ópera: bloqueio na criatividade!

Na época que tive o cisto há dois anos atrás, o que minha mãe dizia eu acreditava piamente, porque né... mãe sabe de tudo, mãe sabe o que diz...

Numa das visitas dela, ela me disse que meu blog só valia se eu tivesse 10.000 seguidores, que o que eu fazia pra ajudar as pessoas a trocarem seus cosméticos por alternativas orgânicas e 100% naturais era nada... porque eu não atingia 10.000 pessoas, só 3.500 na época.

Isso foi um dos pilares primordiais da minha deprê - "putz nada do que faço na vida tá bom pra minha mãe"

Foi aí que se deu o maior tempo que o blog ficou sem post, junto com a deprê sentia dores pavorosas no ovário esquerdo.

E aí meu marido perdeu o emprego e eu fiquei sem plano de saúde... já tava tudo ferrado mesmo, deixa o cisto lá... calma aí que mesmo com deprê , não sou tão porraloka assim, era benigno.

Saí do estado mórbido da deprê no último trimestre, então voltei a utilizar aromaterapia e estudar metafisica/linguagem do corpo.

Então fiz uma sinergia de aromaterapia:

- 10 ml de óleo vegetal de calêndula  [comprar]*
- 2 gotas de óleo essencial de gerânio [comprar]*
- 4 gotas de óleo essencial de cipreste [comprar]*
- 2 gotas de óleo essencial de olíbano [comprar]*

Gerânio regula hormônios e ajuda na retenção de liquidos como também o cipreste que também conta com a vantagem de ajudar nas cólicas menstruais.
Olíbano é um antiinflamatório.

Cisto é uma bolinha sebosa com água dentro, então o que ajuda a drenar essa água, ajuda no controle dele.

---------------------
Fato é que utilizando essa sinergia, eu não sei te explicar exatamente como aconteceu, pois ia deletar o blog, porque né ele não valia nada mesmo....

Nesse meio tempo também descobri o mecanismo de funcionamento da mãe narcisista- estudando psicanálise... joguei fora trocentos rótulos que minha mãe me colou com superbonder ...
(e ainda tô descolando! Dá um trabalhão!)

E aí recebi a proposta pra ser colunista do blog da Use Orgânico 

Então liguei o foda-se sobre o que minha mãe disse do blog... porque... caramba... mesmo que 3500 pessoas acompanhassem, lógico que sim, eu ajudei de alguma forma... se tivesse mesmo deletado o blog estaria desvalidando essas 3.500 pessoas concordam?!

Aí chegamos no mês passado, quando consegui marcar um gineco e um ultrassom pra ver se o cisto aumentou... O CISTO SUMIU!

E vejam que desde o começo do ano pra cá, o blog tá bem ativo né?! Leiam lá o que significa o cisto no ovário... o blog é minha veia criativa e minha expressão...

 Meu inchaço no abdome tem outra causa agora rs... depois conto com outra tag de linguagem do corpo/metafisica da saúde...

sim, esse era uma outra tag que sempre quis fazer... mas tinha medo de apanhar rs... viu como a gente se bloqueia e cria nódulos?!


*Digite o cod PBS2016 e ganhe 5% de desconto no site da Aromalife - clica AQUI

4 de setembro de 2017

Hidrolato de rosas orgânico - Oshadhi

Uma das coisas que mãe narcisista provoca na psiquê de suas filhas é  o fato de se instalar uma crença de que não se é digna ou merecedora de amor.
Por conta disso, eu fiquei 5 anos olhando para o frasco do óleo essencial de rosas, sem coragem alguma pra usar. Uma que este óleo essencial aqui no Brasil é muito, mas muito caro! R$368 por 5mls aqui.  Mas eu comprei no Iherb 3,7ml por R$139 - clica aqui.

+Leia também: duas dicas de óleos essenciais no Iherb


O negócio fica tão distorcido na mente de filhas assim, que a grande maioria delas sequer consegue entender como seus maridos conseguem ama-las!
Dá-lhe terapia! Como bem disse Arly Cravo neste vídeo maravilhoso aqui, a auto-estima da filha fica a nível de esgoto.

Então foi preciso muito trabalho de cura, muito autoconhecimento, muito floral, muito óleo essencial até conseguir chegar a usar ele. Quando finalmente consegui, até postei aqui no Instagram!
Porém eu indico totalmente pra filhas de mães narcisistas que estão com problemas com seu amor próprio!Veja:




+Leia também |
Como identificar pais narcisistas?

O problema que um tratamento desses no colar aromaterápico fica muito inviável. Graças a uma amiga aromaterapeuta, meus problemas de trabalhar o Amor na sua essência foram resolvidos! Dica preciosissíma!

Hidrolato de rosa orgânico Oshadhi

O hidrolato de rosas orgânico da Oshadi ajuda a regenerar e rejuvenescer a pele. Tem ação anti-idade, cicatrizante e antiinflamatório. Pode ajudar a reduzir manchas.
Serve para todos os tipos de pele mas especialmente benéfico  para peles madura, seca ou sensível. Pela propriedade tônica do óleo de rosas, suaviza e trata inflamações.
O aroma de rosas é calmante, antidepressivo, ajuda a dissipar mágoa, inveja, ciúmes e ressentimento. Estimula o coração, alivia a tensão nervosa e stress.

O que eu achei:

Gente preciso falar que a embalagem original não ajuda muito se você for usar como tônico também, porque vem com um dosador que goteja uma única gota por vez. Eu não gostei, eu prefiro colocar um gatilho spray. Como comprei na Aromalife, a dica da Denise foi genial porque estava sofrendo pra usar.
































Como disse, eu uso como tônico e estou perto dos 40, minha pele é mista/ressecada. Eu amei usar dessa forma! Primeiro porque me senti a cara da riqueza,  depois pela sua ação anti-inflamatória ajudou a dar uma amenizada nos vermelhinhos do rosto.
Gosto muito do vidro azul, é bonito e protege o produto da claridade.

Quando você borrifa no rosto  a sensação é de estar cheirando uma rosa molhada por orvalho e aí que está o truque no trabalho emocional de recuperar o Amor na sua essência, que foi praticamente massacrado por uma mãe narcisista - como todo hidrolato tem cerca de 0,002% do óleo essencial da flor, ao aplicar no rosto você vai inalando em doses homeopáticas e vai se trabalhando gradualmente e se abrindo para o Amor.
Uso como tônico pela manhã e a noite, quando lembro borrifo no chakra cardíaco também. Não tenho certeza se somente ele ajudou a diminuir aquela sensação de bolota no peito, aquela sensação de coisa engasgada ali - mas certamente colaborou, mesmo tomando antidepressivo, aquilo não cedia!

+ Leia também | Sintomas de stress pós traumático por abuso narcisista

Outros usos para o hidrolato é diluente de máscara de argila, como também pode ser acrescentado a um creme neutro de aromaterapia para enriquecer as propriedades e como substituto de água nas formulações cosméticas e terapêuticas.




E sabem qual foi a coisa mais surpreendente disso tudo? Faz eras que não abria o livro de mensagens da Louise Hay - Pensamentos do coração:

"Tenho amor por mim e me aceito neste exato instante!"
Muita gente não sente amor por si até ter perdido peso ou conseguido um novo emprego, um novo amante ou qualquer outra coisa. Portanto, essas pessoas estão sempre adiando o amor por si. O que acontece quando você consegue um novo emprego, um novo amante ou perde peso... e ainda não tem amor por si? Você apenas faz uma nova lista e se depara com um novo periodo de espera. A ocasião para começar a se amar é aqui e agora. O amor incondicional vem sem expectativas. É aceitar o que é.


E não é a mensagem que o óleo essencial de rosas nos traz?! O Universo é muito perfeito! Eles nos mostra o que estamos precisando, basta você querer, fazer um pedido do fundo do coração... ele sempre chega, até num livro de mensagens que estava esquecido na estante!

Álias fica aqui minha gratidão eterna à Louise Hay, que me apoiou e me ensinou muito através de seus livros!

+Leia também | óleos essenciais para stress pós traumático de abuso narcisista

Se você for de SP, pode ir lá na Aromalife na V. Mariana e comprar pessoalmente, o cupom PBS2016 é válido na sua primeira compra, vide end aqui.
Na Beleza do campo por R$39,90 o frasco com 100ml aqui 

16 de setembro de 2017

Água de Colônia de Lavanda - Fefa Pimenta

Tenho achado incrível a sincronicidade de itens que caem com uma luva de acordo com meus momentos atuais!
Lavanda sempre traz uma aura de calmaria, uma sensação de colo, de aconchego...
Agora imagina o que é encontrar isso numa colônia 100% natural, artesanal, cruelty free e vegan?!
E justamente vindo depois de um período de depressão e até luto por descobrir que sua própria mãe é narcisista - falei aqui como descobrir se de fato é...

Água de colônia de lavanda - Fefa Pimenta
A Lavanda é um óleo essencial incrível e considerado um dos mais versáteis. Descrever a lavanda é uma tarefa filosófica. Temos que adentrar no mundo aromático dessas flores levemente azuis que exalam equilíbrio e estimulam o campo vibracional da segurança, neutralizando sentimentos ruins, estressantes, pânico, raiva e medo. A Lavanda, do latim lavare, é aquela que purifica e estimula aquele colo maternal para que qualquer sensação de culpa seja removida de nossos pensamentos. É um óleo que cicatriza a pele e a alma.



Óleos essenciais de lavanda e breu branco, flores de lavanda orgânicas maceradas em hidrolato de pitanga e álcool de cereais. 







O que eu achei:
Primeiro que achei de uma maestria ímpar o fato de que o breu branco, como nota de fundo e fixador de perfume seja quase imperceptivel a narizes treinados em aromaterapia. Pra narizes do público comum, acredito ser impossível notar que haja um outro óleo essencial que não seja lavanda nesta água de colônia.

Como bem descrito no site, a água de colônia de lavanda da Fefa é uma combinação para um dia de frescor... me veio à mente estar num campo de lavandas, após uma chuva suave ou até mesmo o orvalho da manhã.
Quanto à duração, não é longuíssima, justamente por ser água de colônia de lavanda, não perfume.
Dá pra notar o cheiro entre 15 a 20 minutos dependendo da temperatura ambiente. A graça de usar algo assim é aquele prazer momentâneo, que te faz sorrir na hora que se está borrifando sabe?!
E é justamente neste instante que você percebe a sensação de acolhimento, que você sente neutralizar sentimentos ruins, porém não se engane que o efeito embora seja bem efêmero no sentido olfativo, o cérebro vai registrando cada aplicação... a sensação de acolhimento e segurança já se percebe ao borrifar... porém a cicatrização de feridas emocionais, vai se dando com o uso contínuo.
(e eu realmente aconselho, se você quer se dar um mimo por estar se trabalhando duro num processo terapêutico como a questão mãe narcisista, pode ir com fé nesse...  dá prazer olfativo e ainda vai ajudando a sarar as feridas!)

O momento que mais gosto de usar a água de colônia de lavanda da Fefa é chegar em casa depois dos estudos, tomar um belo banho e sentir o aroma calmante... mas também depois de ter levado uns tabefes terapêuticos da coach no grupo de autoconhecimento... fecham a noite destes dois momentos maravilhosamente...
Me sinto como Marilyn Monroe, só que em vez de usar uma gota de Chanel n. 5 pra dormir, uso uma borrifada da Água de colônia da Fefa haha... puro glamour!

E eu sou sensitiva, o que significa que eu sinto no corpo a energia do ambiente e das pessoas, e com o blog expandindo - e grazadels que tá expandindo, as vezes sai uns debates densos que as vezes me drena mesmo (é como se a pessoa me vampirizasse energéticamente através dos bate-bocas)

Lavanda, vem do latim lavare, por isso as baianas lavam a escadaria do Bonfim com ela!

E vou dizer que tomar um banho e borrifar água de colônia de lavanda da Fefa Pimenta ajuda muito! Recomendo até pra terapeutas que lidam com todo tipo de desequilibrio enérgético trazidos pelos clientes!

O frasco spray com 60ml sai a R$54,20 no site da marca AQUI


nas compras no site da Aromalife! Clique e acesse!