Páginas

Mostrando postagens com marcador Transição capilar. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Transição capilar. Mostrar todas as postagens

24 de novembro de 2015

Depoimento da leitora | Lili conta como foi sua transição capilar

Recebi um coment muito fofo além de muito informativo, a leitora Lili conta como lidou com a transição capilar e seus produtos preferidos!

Olá Yumi!
Fazem uns três anos já que acompanho seu blog e gosto muito!
Hoje reli de novo seu post sobre a transição de shampoos e condicionadores  AQU Ie resolvi colocar a minha experiência.

E a grande sacada é: testar várias marcas e shampoos e métodos até você descobrir o ideal pra você. Testei alguns shampoos da Sal da Terra, da Cativa, da Ikove; testei os sabonetes em barra, usei com bicarbonato, sem bicarbonato, fiz pré lavagem com vinagre, fiz pós lavagem com vinagre; usei o seu métodos do borrifador AQUI ...enfim... confesso que cheguei a ficar estressada em alguns momentos, até descobrir o shampoo e condicionador ideal, e agora não mudo mais não! haha

Meu cabelo é fino e liso, sendo um pouco oleoso na raiz, mas normal nas pontas, nunca tive nenhum problema de ressecamento...
...mas ao usar os sabonetes em barra, de várias marcas, meu cabelo ficava mega vassoura!
Mas a questão não era ressecamento, o problema é que mesmo fazendo espuma, e dando aquele barulinho de limpo, sabe?, o meu cabelo não ficava muito limpo. Fica na verdade um resíduo, que mesmo enxaguando, não sai. Aí o cabelo tipo, pesa, fica esquisito.E no meu caso não é devido a transição, pois fazem quase três anos que uso shampoo e condicionador orgânico e hoje ainda, se uso só sabonete vegetal isso me acontece (acontece a mesma coisa com os shampoos da Sal da Terra também). 


Então, por ter ouvido falar bem do shampoo de acerola da Ikove e o de Copaíba da Cativa, eu testei e amei! São os shampoos que melhor limpam, o da Ikove inclusive, limpa até demais haha. Então agora intercalo sempre uma lavagem com sabonente vegetal e uma com o shampoo de Copaíba da Cativa. O de acerola da Ikove uso de vez enquando pra dar uma geral. E o meu condicionador preferido é o de pracaxi e andiroba da Cativa natureza.
E assim o meu cabelo está bonito, brilhante e saudável. Melhorou bastante a oleosidade que eu tinha na raiz antes e também a caspa.


Enfim, era pra ter sido só um comentário, mas virou um textão! Mas se você quiser compartilhar a minha experiência, fique à vontade. Admiro muito o seu blog e a suas mudanças por se tornar uma pessoa melhor pro planeta. Me serve de inspiração! Abraços,
Lili

-------------------
Gratidão Lili! Vai ajudar muito as moças que estão neste processo, também agradecemos pelo carinho com o blog...

Se você quiser mandar seu depoimento, acesse AQUI

20 de agosto de 2013

O mito do shampoo sem sulfato e orgânico não limpar

Ando lendo muito por aí que shampoo sem sulfato não é eficiente, não limpa. Este post foi escrito em nov/12 no antigo Yummy Tips - mas acho que ainda é super atual e por isso ele está revisado aqui no PBS.

Primeiro, quero contar minha experiência: eu passei uns três meses só usando shampoo orgânico. Em uma estada fora de casa, esqueci a necessaire de cabelos... e acabei usando um shampoo do hotel mesmo, convencional. Coisa horrível! Óbvio que um shampoo de hotel, só tem um monte de sulfato e fragância - mas deixou meu cabelo todo duro, parecia um espantalho - tive que contornar fazendo um coque, o que não livrou do frizz terrível no topo da cabeça...

Passaram-se vários meses, e eis que recebi para teste o shampoo de morango da linha convencional da Surya, ou seja não orgânica - e tem o sulfato lá... cara! Alguém me diz o que foi aquilo! Cabelo duro de novo e com cheiro de danoninho ao cubo... por isso, nunca mais testo shampoo com sulfato pra resenhar... tive que fazer uma máscara pré shampoo com manteigas e óleos vegetais  para hidratar os fios...

Uma coisa que me impressionou muito foi a sensação de limpeza que o shampoo orgânico deixava - com eles a quantidade de dias sem lavar aumentou para dois, antes era dia sim dia não... e eu como dona de cabelos com oleosidade na raiz e até caspa, jamais pude ficar dois dias sem lavar. Obviamente em pleno verão preciso voltar a rotina de dia sim, dia não - mas com o clima mais ameno foi possível lavar a cada dois dias. Alguns faziam até barulhinho de limpo sabem como?! Esse da Ikove faz...  que foi um dos primeiros shampoos orgânicos que eu usei. Na época eu estava com oleosidade excessiva e muita caspa.




Pesquisando por aí - vi que sulfato tira não só a sujeira, como a oleosidade natural do cabelo e isso gera o efeito rebote: o couro cabeludo produz mais oleosidade pra compensar a agressivid , e tendo em vista meus resultados, só posso concluir que ao lavar o couro com uma substância tão detergente, a raiz responde com mais oleosidade pra compensar o excesso, dando efeito rebote... ou seja, tudo que você tira em excesso, seu organismo vai produzir mais daquilo, achando que está faltando (e esta é a razão de você, dona de pele mista/oleosa, não poder lavar o rosto mais que duas vezes por dia - pelo efeito rebote!).
E eu percebi isso, não só com essa da Ikove, mas também com Herbia e Surya Amazônia Preciosa- a linha orgânica.

A coceirinha que eu tinha no alto da cabeça também sumiu, e tenho certeza que era uma reação alérgica a sulfato.

Não fazem espuma?!
Mito- fazem sim... mas uma espuma muito tímida, quase transparente -  não lembra em nada aquela espuma "clara em neve" que o shampoo convencional faz, que além de agredir seu "ecossistema" capilar - também polui e colabora pra formar aquela espuma pavorosa que acumula no rio Tietê.

+ Acesse - se você quer mais espuma, tente misturar com este sabonete líquido neuto

A caspa... a primeira coisa que eu percebi quando comecei a usar shampoo sem sulfato foi a diminuição da produção de floquinhos brancos. Que devo ao fato de ter parado de agredir o couro cabeludo com detergente (você não leu errado, sulfatos e suas muitas variantes é usado para lavar graxa de chão de oficina!), que acelerava a descamação e dava coceira.

O que eu fiz?! Acrescentei na minha dose de shampoo, uma gota de óleo essencial de alecrim e outra de melaleuca.
Potente, eficaz e sai muito mais barato do que comprar shampoos caros como Kerastáse ou dermocosméticos como La Roche Possay que só funcionavam enquanto eu estava usando. Faz mais de ano que não turbino mais o shampoo com óleo essencial para caspa, pois o problema sumiu. A tática emergencial era pingar uma gota de cada OE na dose de shampoo e deixar agindo. Funcionou...

Ah, um adendo pra quem acha óleo essencial caro: se você pensar que se usa uma gota por vez e um frasco contém cerca de 200 gotas, é só fazer a conta quanto ao custo-benefício

+ Acesse: Marcas de confiança em aromaterapia

Atualmente os cabelos estão bem mais sedosos, com brilho e sem caspa. Saudável, brilhante e ainda tem henna nele.


Enfim, essa é a minha experiência com shampoo sem sulfato... meu cabelo está uns 200% melhor do que com shampoos convencionais...
Já teve uma experiência assim?! Em que o natural funcionou muito melhor que o convencional?! Conta pra gente...


Atenção: se você está chegando agora ao mundo dos cosméticos orgânicos e 100% naturais, o shampoo não será tão eficiente pois é necessário retirar toda a camada de silicones e derivados de petróleo que os condicionadores, leave in, produtos finalizadores e tintura convencional deixaram, saiba mais sobre a transição capilar aqui.
 


Cupom válido durante todo ano de 2018- acesse!

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | free samples without surveys