Páginas

Mostrando postagens com marcador Shampoo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Shampoo. Mostrar todas as postagens

16 de julho de 2018

Shampoo para cabelos secos Eora

Eora é uma marca nova no mercado, uma recém nascida no lado verde da força.
Ela ainda está em processo de certificação mas suas fórmulas são todas muito dignas do que a gente espera de um produto orgânico de fato!


Aqua, Aloe Barbadensis Leaf Extract*, Decyl Glucoside**, Glycerin, Coco-Glucoside**, Disodium Cocoyl Glutamate, Glyceryl Oleate**, Cocamidopropyl Betaine**, Sodium Cocoyl Glutamate, Xanthan Gum, Olea Europaea Seed Oil, Benzyl Alcohol, Panthenol, Dehydroxanthan Gum, Pentaclethra Macroloba Seed Oil*, Tocopheryl acetate, Orbignya Oleifera Seed Oil*, Citrus aurantium dulcis Oil***, Theobroma Grandiflorum SeedButter*, Cinnamomum Camphora Linalooliferum Wood Oil***, Citric Acid, Lavandula Hybrida Oil***, Salicylic Acid, Sorbic Acid.
*MATÉRIAS-PRIMAS DERIVADAS DA AGRICULTURA ORGÂNICA
**MODIFICADOS ATRAVÉS DE INGREDIENTES ORGÂNICOS
***ÓLEO ESSENCIAL




O que a Eora diz sobre o shampoo cabelos secos e fragilizados:



O que eu achei:

Antes  de tudo eu preciso dizer que meus cabelos são normais, no dia a dia, uso um shampoo sólido e dependendo de qual for, mais nada.

Porém, na temporada de outono-inverno, eu uso uma fórmula de shampoo antiqueda com vários óleos essenciais antioleosidade: ou seja ressecam meus fios, na verdade vira uma palha! Geralmente uso um shampoo sólido mais hidratante depois, pra dar uma compensada.

Por isso aceitei testar o shampoo para cabelos secos da Eora, pois se deixasse meus fios na condição normal deles, nada adiantaria certo?!

O shampoo é branco translucido quase transparente e como qualquer shampoo orgânico, ele faz bem menos espuma do que shampoos sólidos por exemplo.


Achei bem interessante o uso do óleo essencial de Ho wood, que é um amadeirado canforado bem agradável, junto com lavandim - fica um floral amadeirado bem suave com um toque de frescor da cânfora presente no Ho wood.

Eu aplico duas porções do tamanho de uma moeda de R$1 uma em cada lateral da cabeça, eu massageio as raizes e não os fios, porque quem tem que ser limpo é a raíz.

Quando eu comecei a usar minha fórmula antiqueda ultraressecante meu cabelo tinha um volume 'juba de leão'  e estava fosco.

Com o uso do shampoo pra cabelos ressecados da Eora, parece que fizeram escova que deixa o cabelo super liso, hidratato.... estilo cabelo 'boi lambeu' kkkkkkkkkkkkkk
Então sim, se você precisa de um shampoo bem hidratante, pode se jogar nele pois ele realmente cumpre o que promete!
Meus cabelos ficaram ultra macios, bem hidratados e com brilho!

Ah, eu gostei muito do volume desse shampoo, normalmente vemos shampoo com 200/250ml - este vem 300ml. O frasco sai a R$55,96 no site da marca AQUI


25 de novembro de 2015

Shampoo sólido Henna - Fefa Pimenta


Vou contar pra vocês que já usei um shampoo sólido de henna com muito mas muito ingrediente adstringente, que ressecou muito o cabelo e meu nariz detectou excesso de óleos essencial de alecrim e cravo, que em proporções demasiadas pode provocar taquicardia e insônia... ... e foi o que aconteceu... foi uma pena porque eu realmente amo henna pra cuidar dos fios.
Até que conheci este:


imagem: site Fefa Pimenta
Óleos e Manteigas Vegetais saponificados de Palma (*), Oliva, Cupuaçu (*) e Mamona. Com Óleos Essenciais de laranja, alecrim e patchouli, oleoresina de alecrim, resina de benjoim e henna natural em pó*.
(*) – Ingredientes Orgânicos.

O que diz a marca:
Uma deliciosa composição de shampoo para cabelos mistos, normais e secos. Pode ser usado em cabelos finos e/ou quebradiços. Indicado para cabelos sem brilho.
A utilização da henna (Lawsonia inermis) é milenarmente utilizada pelos indianos e egípcios devido às suas propriedades terapêuticas. Ajuda a equilibrar a oleosidade e manter a saúde do couro cabeludo. Auxilia no fortalecimento dos fios e no tratamento de caspa e seborreia e além disso, ainda protege o cabelo de danos solares, mantendo o brilho e sedosidade naturais. Seu uso na pele proporciona hidratação e tonicidade. Nessa formulação, não libera tingimento/pigmentos tampouco tem a função de manutenção em cabelos tingidos com a henna.

100% natural | Artesanal | Vegan

O que eu achei:

O cheiro é bem suave mesmo, um leve toque de laranja e um fundo herbal de alecrim, e gente - essa é a grande diferença em usar um produto formulado por quem tem curso de aromaterapia: uma dosagem adequada dos óleos essenciais.
Alecrim deixa um cheiro herbal gostoso mas  tem a contra-indicação de excesso e não indicado a pessoas com pressão alta ou epilepsia.

Eu não tenho pressão alta , mas meu banheiro é minusculo e o cheiro do outro foi me afetando de forma que fiquei desesperada por ar , sério!

E a Fefa estuda muito, então tenho certeza que todos os produtos dela estão com dosagens seguras. É tão sutil que marido conseguiu usar numa boa, não se incomodou.

Comecei a usar quando fui ao Rio falei aqui,(recebi e saí usando rs...) estava um mega calor, suei horrores, achei que limpou bem sem ressecar. Não chega a fazer barulhinho de limpo mas gostei muito da limpeza.
Pude usar condicionador de leave in como de costume que o cabelo ficou bom e o que eu gostei foi do brilho extra que o cabelo ganhou, os produtos de costume não davam...

Marido tem caspa, que fica uma nhaca com suor e calor, nós achamos que deu conta, a combinação da henna, junto com os óleos essenciais de laranja e alecrim foram bem eficazes!



E eu gostei da embalagem nova, mais clean, minimalista e com menos resíduos para descarte!
Recomendo! E não só porque recebi, mas por ser aromaterapeuta e saber do problema da hiperdosagem de óleos essenciais e por realmente cumprir o que promete! Podem comprar sem medo de ter um revertério rs...

Além disso, eles é grandão e rende muito- acho um dos melhores custos x beneficios da saboaria artesanal. Eu corto em três pedaços. Custa R$14 com 130g - clica AQUI.






24 de novembro de 2015

Depoimento da leitora | Lili conta como foi sua transição capilar

Recebi um coment muito fofo além de muito informativo, a leitora Lili conta como lidou com a transição capilar e seus produtos preferidos!

Olá Yumi!
Fazem uns três anos já que acompanho seu blog e gosto muito!
Hoje reli de novo seu post sobre a transição de shampoos e condicionadores  AQU Ie resolvi colocar a minha experiência.

E a grande sacada é: testar várias marcas e shampoos e métodos até você descobrir o ideal pra você. Testei alguns shampoos da Sal da Terra, da Cativa, da Ikove; testei os sabonetes em barra, usei com bicarbonato, sem bicarbonato, fiz pré lavagem com vinagre, fiz pós lavagem com vinagre; usei o seu métodos do borrifador AQUI ...enfim... confesso que cheguei a ficar estressada em alguns momentos, até descobrir o shampoo e condicionador ideal, e agora não mudo mais não! haha

Meu cabelo é fino e liso, sendo um pouco oleoso na raiz, mas normal nas pontas, nunca tive nenhum problema de ressecamento...
...mas ao usar os sabonetes em barra, de várias marcas, meu cabelo ficava mega vassoura!
Mas a questão não era ressecamento, o problema é que mesmo fazendo espuma, e dando aquele barulinho de limpo, sabe?, o meu cabelo não ficava muito limpo. Fica na verdade um resíduo, que mesmo enxaguando, não sai. Aí o cabelo tipo, pesa, fica esquisito.E no meu caso não é devido a transição, pois fazem quase três anos que uso shampoo e condicionador orgânico e hoje ainda, se uso só sabonete vegetal isso me acontece (acontece a mesma coisa com os shampoos da Sal da Terra também). 


Então, por ter ouvido falar bem do shampoo de acerola da Ikove e o de Copaíba da Cativa, eu testei e amei! São os shampoos que melhor limpam, o da Ikove inclusive, limpa até demais haha. Então agora intercalo sempre uma lavagem com sabonente vegetal e uma com o shampoo de Copaíba da Cativa. O de acerola da Ikove uso de vez enquando pra dar uma geral. E o meu condicionador preferido é o de pracaxi e andiroba da Cativa natureza.
E assim o meu cabelo está bonito, brilhante e saudável. Melhorou bastante a oleosidade que eu tinha na raiz antes e também a caspa.


Enfim, era pra ter sido só um comentário, mas virou um textão! Mas se você quiser compartilhar a minha experiência, fique à vontade. Admiro muito o seu blog e a suas mudanças por se tornar uma pessoa melhor pro planeta. Me serve de inspiração! Abraços,
Lili

-------------------
Gratidão Lili! Vai ajudar muito as moças que estão neste processo, também agradecemos pelo carinho com o blog...

Se você quiser mandar seu depoimento, acesse AQUI

14 de novembro de 2015

Linha de frutas da Surya não é orgânico


Fico muito triste de escrever esse post mas é a enésima leitora me dizendo ter comprado gato por lebre nessa linha de frutas da Surya.

Só pra constar: eu gosto muito da marca, meus posts AQUI sobre os produtos que usei são todos positivos, adorei a fórmula do esmalte, contei AQUI ...
...então que fique bem claro,  não estou fazendo protesto contra a empresa em si, que é uma linda, visitei a fábrica uns 4 anos atrás e gostei muito da postura, inclusive social.

E nessa visita questionei a linha de frutas, que tem este termo que induz a consumidora ao erro:

rótulo shampoo amla guaraná e melão
Estão vendo que está escrito: 'com óleo orgânico de laranja'?!
Acontece que muita gente lê  e acredita estar comprando um shampoo 100% orgânico e de acordo com as normativas das certificadoras.
Mas se analisarmos a fórmula, temos vários componentes grifados em vermelho que não podem estar em uma fórmula de produto orgânico certificado:

composição shampoo amla, guaraná e melão
Sulfato é o agente espumante/detergente, se formos ver pelo EWG tem nota 1, ou seja verde , mas além de ser dermoagressivo ele polui. Além disso é sintético, o que é proibido pelas certificadoras vide AQUI.

Parfum ou fragance, também é sintético e tem score 8 no EWG, uma das piores notas possíveis. Embora não tenha parabenos, usam um conservante pior: Methylchloroisothiazolinone, Methylisothiazolinone com nota 8 também, clica AQUI.

+ Sem parabenos signica que é seguro? Acesse aqui
+ Saiba quais ingredientes em cosméticos devem ser evitados - acesse aqui


Quanto ao óleo essencial de laranja citado no rótulo, de fato tem, grifado em verde água, é o último ingrediente ativo, depois temos acido citrico, um conservante alimentar e corantes  que são sintéticos, um deles com nota 3 no EWG.

Na rotulagem clássica, os ingredientes aparecem por ordem decrescente, se o óleo de laranja está lá no fim, tem muito pouco dele- algo como 0,5% para menos, além disso até na aromaterapia dá pra saber que se usa muito pouco numa fórmula.

 Os produtos da linha de frutas da Surya não são orgânicos! 

Infelizmente estes produtos  são o que podemos chamar de greenwash, quando  tenta passar a imagem de orgânico/ 100% natural, quando não é - saiba quais:

- Shampoo, condicionador e máscara de tratamento amla, guaraná, melão
- Shampoo, condicionador e máscara de tratamento laranja e andiroba
- Shampoo, condicionador e máscara de tratamento morango e buriti
- Shampoo, condicionador e máscara de tratamento maracujá e copaiba
- Shampoo, condicionador e máscara de tratamento coco e ucuuba
- Shampoo e condicionador Canela e cupuaçu

Mas amiga- agora deu nó nas ideias, você disse que os produtos da Surya são naturais / orgânicos, e agora?!
Disse e continuo dizendo, mas veja bem, neste post AQUI  deixei bem claro que somente as linhas Amazônia Preciosa AQUI, Sapiem Women e Sapiem men AQUI são orgânicos certificados pela Ecocert



A linha Color fixation apesar de não ser orgãnica, nós aqui do lado verde da força aceitamos usar, pois as fórmulas são tranquilas, sem ingredientes proibidos pelas certificadoras. Inclusive fiz resenha da máscara AQUI.

Enfim, não entendo essa postura da marca...
...quando estive na fábrica, disseram que reformulariam a linha Color Fixation: tinha uns sintéticos problemáticos, e fizeram: tiraram estes ingredientes.
Poderiam reformular ou ao menos deixar claro no rótulo que não se trata de produto orgânico.

+ Se você quer saber quais marcas realmente são orgânicas/100% naturais - clica aqui.
+ Se você quer saber que outras marcas parecem ser orgãnicas mas não são- clica aqui.

22 de julho de 2015

Shampoo sólido pitanga - Cativa Natureza


A onda de shampoo sólido veio mesmo pra ficar! Na Bio Brazil Fair a Cativa lançou o seu. No 2. dia de feira já esgotou!


orbignya oleifera seed oil (Óleo de Coco de Babaçu), sodium hydroxide, alcohol, glycerin, saccharum  officinarum, decyl glucoside, citric acid, theobroma grandiflorum seed butter (Manteiga de Cupuaçu), copaifera officinalis oil (Óleo de Copaíba), eugenia uniflora extract* (Extrato das Folhas da Pitanga), aloe barbadensis extract (Extrato de Aloe Vera), melaleuca alternifolia extract* (Extrato de Tea Tree/Melaleuca), pelargonium graveolens flower oil (Óleo Essencial de Gerânio), salvea esclarea oil (Óleo Essencial de Sávia Esclerea), citrus nobilis oil (Óleo Essencial de Mandarina), CI 77891, aqua, citronellol, geraniol, linalool, limonene.


Certificação IBD | Vegan
O que diz o fabricante:

Elaborado com o puro Extrato Orgânico das Folhas de Pitanga do projeto sustentável Bacia 3 Paraná, o Shampoo Sólido Cativa Natureza promove limpeza com suavidade, deixando os cabelos macios e hidratados. Sua combinação com os ativos de Aloe Vera, Copaíba e Cupuaçu, fortalece e regenera os fios, além de controlar a oleosidade do couro cabeludo.

Indicado para todos dos tipos de cabelo.

Desenvolvido exclusivamente para a Cativa Natureza, o Extrato Orgânico de Pitanga presente neste shampoo possui 5 vezes* mais ativos que os extratos atualmente disponíveis no mercado. Desta forma, o Shampoo Sólido Pitanga Cativa Natureza promove limpeza com todos os benefícios antioxidantes e regeneradores deste extrato.

Além disso, o uso deste shampoo sólido apresenta outros benefícios:

- Econômico: Rende o equivalente a 40 lavagens** ou 350 ml de shampoo líquido.

- Sustentável: Dispensa o uso dos frascos plásticos dos shampoos líquidos convencionais, minimizando o impacto ambiental do descarte da embalagem.

- Prático: Ocupa menos espaço, sendo uma ótima opção para levar em viagens.


* Comprovado em laboratório

** Quantidade aproximada, pois o rendimento deste shampoo depende também de outros fatores, como o comprimento do cabelo e da qualidade da água utilizada no banho.

O que não tem:

Sulfatos, silicones, derivados de petróleo, fragância sintética, parabenos

O que eu achei:
A embalagem  lembra sabonete artesanal. O cheiro é bem agradável e  suave, devo dizer que por mais que trabalhe com os óleos essenciais como aromaterapeuta e em mim mesma- e sempre identifiquei,  não consegui perceber as notas separadas de cada óleo: gerânio (flor), sálvia (herbal) e mandarina (citrico). É um floral bem suave, temperado com um tantinho de herbal e ligeiramente citrico com um quê do extrato de pitanga rs rs... parece perfume mesmo!
(é sinal que a sinergia foi muito bem pensada, a Rose arrasa, faz uns blends de cair o queixo!)



É um sabonete, ponto - com ingredientes selecionados para cuidar do couro cabeludo e fios. Uma barra de consistência mediana, firme o suficiente  mas permite cortar, no meu caso em três pedaços, pra ajudar a conservar.
Os mesmos cuidados de conservação para um sabonete 100% natural:  saboneteira com dreno e longe do sol.

Limpa muito bem, chega a fazer aquele barulhinho de limpo, sabe?! Não precisei repetir a lavagem. Não ressecou, e olha que estou tomando banho na última quentura rs...  permitiu usar somente leave in (leia-se: algum condicionador ou máscara bem de leve nas pontas).
Ainda conseguiu deixar o cabelo limpo até três dias, aqui faz um frio de rachar, só ficou indigno nos dias de faxina pesada, daí tive que lavar no dia seguinte.

Como tem copaíba, aloe, tea tree e óleos essenciais que trabalham a oleosidade, também lavo o rosto com ele, além do corpo, inclusive área intima-estes ingredientes também servem lá rs... e por isso não posso avaliar rendimento.
 È ótimo pra viajar, já que tenho 2 produtos em tamanho reduzido.

Uma coisa que precisa ser dita é a teoria da água dura: se a sua tem muita química de tratamento, o que geralmente acontece nas grandes cidades,pode ser que não funcione,leitora escreveu no grupo* do blog que o cabelo ficou mega oleoso e grudado. Foi o que aconteceu comigo com o shampoo de copaíba da mesma marca, falei aqui.

E se você ficou com vontade de experimentar e tem medo dessa teoria, eu digo: tenta - se não der certo, use de sabonete comum mesmo.

Gostei muito! E olha que já usei  vários sabonetes como shampoo e outros shampoo sólidos nesses 4 anos! Cumpre o que promete!

100g de produto custa R$18, no site da marca aqui.


Atenção: se você está chegando agora ao mundo dos cosméticos orgânicos e 100% naturais, o shampoo não será tão eficiente pois é necessário retirar toda a camada de silicones e derivados de petróleo que os condicionadores, leave in, produtos finalizadores e tintura convencional deixaram, saiba mais sobre a transição capilar aqui.




17 de agosto de 2014

Shampoo orgânico copaíba - Cativa natureza

Recebi este shampoo pra teste, quando fomos pra Curitiba ano passado e visitamos a matriz da marca, marido pulou de alegria quando Rose disse que é pra caspa , gostou tanto que ele pediu pra comprar o segundo frasco!

Copaifera Officinalis Oil (Óleo de Copaíba), Melaleuca Alternifolia Leaf Water* (Hidrolato de Tea Tree), Aloe Barbadensis Extract (Extrato de Babosa / Aloe Vera), Disodium Cocoyl Glutamate, Decyl Glucoside, Glycerin, xanthan Gum, Benzyl Alcohol and Dehydroacetic Acid, Chondrus Crispus (Carrageenan), Citric Acid, Lavandula Officinalis Esential Oil (Óleo Essencial de Lavanda), Linalool.

*Ingredientes orgânicos
Com 52,7% de insumos orgânicos rastreados

O que diz o fabricante:.
Possui tensoativos suaves e ingredientes orgânicos, acalma o couro cabeludo delicado e auxilia nos males do couro cabeludo, como caspa, seborreia e psoríase.
Promove limpeza eficaz sem agredir os fios, deixando-os macios e hidratados. Indicado para cabelos oleosos e couro cabeludo delicado.

Esse shampoo reduz a caspa em 40%, coceira em 80%.O coquetel de ativos evita a formação de biofilme devido a sua ação desinfetante. (auto-avaliação de 20 pessoas com menos de 3X por semana durante 21 dias.)

O óleo de copaíba é um poderoso antibióico e anti-inflamatório natural. Tem propriedades curativas, regeneradoras, nutritivas e tônicas. Ajuda a regular a oleosidade.



 Certificado IBD | Vegan

O que eu achei:
Euzinha aqui, testei uma vez só, não sei o que aconteceu que meu cabelo minou óleo e quis sentar e chorar e fiquei de mal para todo o sempre com ele no cabelo.
Com marido aconteceu a mesma coisa,quando secou dava pra ver que era puro óleo o cabelo, só que ele tem a típica paciência de taurino e continuou testando. Sorte de vocês, senão fosse ele não sairia a resenha rs rs...
Nossos cabelos são grossos e pesados com oleosidade na raíz e tendencia a caspa.

Achei muito interessante que mesmo sendo hidrolato de tea tree em vez do óleo essencial, o cheiro predominante é dele, outra coisa bacana é o Irish moss - Carrageenan, uma alga com  vitam A, E e K, usado para tratar problemas de  como eczema e psoríase, então dá pra dizer que ajuda na descamação e vermelhidão, que ajuda a provocar caspa, junto com aloe vera traz efeito calmante e hidratante, que um couro cabeludo sensível e agredido agrade o cuidado.

Mas o mais interessante disso tudo é que já tinha colocado óleos essenciais de copaíba, tea tree e lavanda no shampoo de neem da Sal da Terra e não deu esse efeito anticaspa no marido (sim pois aqui a gente testa tudo antes de virar resenha), então o segredo é a sinergia inteira, e dá pra dizer que cabelo é mesmo único pois o dele amou para todo o sempre essa fórmula e disse que já tem um shampoo pra chamar de seu.

Sobre o aumento de óleo,matutei a respeito e não encontrei uma explicação plausível , só dá pra dizer que o cabelo estranhou tanto óleo vegetal de copaíba, digo isso pois é o primeiro ingrediente da fórmula, então dá pra dizer que tem muito, e que talvez esse tanto de óleo tenha deixado o cabelo mega oleoso, mas se acostuma- achei incrível essa adaptação, ficou oleoso por quase um mês.

E pelos depoimentos das leitoras do blog, elas amaram o shampoo, então pode ser que o cabelo fique aconteça mas também pode dar certo de cara.
. O cabelo dele,junto com o condicionador da linha, fica bem macio.

A textura é viscosa, branco leitoso e faz uma espuma considerável que até hoje não entendi porquê marido consegue obter uma espuma bem próxima de shampoo convencional e eu não, mimimi... será que cabelo curto ajude na produção de espuma? Enfim...

Mas como li e reli a fórmula, fiquei analisando,  achei que seria muito bom pra pele do rosto e comecei a usar, neste último mês e meio que coincidiu ser o período de obras e mudança pra casa nova, na verdade usei e no rosto, claro,por achar que seria bom,  não tinha trazido todos os cosméticos, ficava indo e vindo de uma casa pra outra e nem tinha onde deixar, então a correria me fez testar assim...
... e gente, achei ótimo, quando estou sob stress (e ainda estou rs... não acabou a montagem da casa) minha rosácea dá as caras, e foi sensacional, aloe vera e carragenan, ajudaram muito!
 Tenho pele mista - deixopu a pele sequinha e macia sem efeito rebote, tem um toque ligeiramente refrescante, também usei como sabonete intimo e foi show, sob stress também tenho corrimento e o produto ajudou ali também! Mas usei pouquissimo tipo uma lentilha.

Update: leitora contou que a psoriase que ela tem atrás da orelha regrediu com o uso do shampoo -uns 80%, achei muito bacana isso e tive que contar!

O cabelo dele é curto, durou quase um ano e acho que duraria se eu não usasse.
É o shampoo queridinho dele.
O frasco com 240ml custa R$38 no site da marca aqui. O segundo frasco comprei no Beleza do Campo aqui

Atenção: se você está chegando agora ao mundo dos cosméticos orgânicos e 100% naturais, o shampoo não será tão eficiente logo no ínicio pois é necessário retirar toda a camada de silicones e derivados de petróleo que os condicionadores, leave in, produtos finalizadores e tintura convencional deixaram, saiba mais sobre a transição capilar aqui.



20 de agosto de 2013

O mito do shampoo sem sulfato e orgânico não limpar

Ando lendo muito por aí que shampoo sem sulfato não é eficiente, não limpa. Este post foi escrito em nov/12 no antigo Yummy Tips - mas acho que ainda é super atual e por isso ele está revisado aqui no PBS.

Primeiro, quero contar minha experiência: eu passei uns três meses só usando shampoo orgânico. Em uma estada fora de casa, esqueci a necessaire de cabelos... e acabei usando um shampoo do hotel mesmo, convencional. Coisa horrível! Óbvio que um shampoo de hotel, só tem um monte de sulfato e fragância - mas deixou meu cabelo todo duro, parecia um espantalho - tive que contornar fazendo um coque, o que não livrou do frizz terrível no topo da cabeça...

Passaram-se vários meses, e eis que recebi para teste o shampoo de morango da linha convencional da Surya, ou seja não orgânica - e tem o sulfato lá... cara! Alguém me diz o que foi aquilo! Cabelo duro de novo e com cheiro de danoninho ao cubo... por isso, nunca mais testo shampoo com sulfato pra resenhar... tive que fazer uma máscara pré shampoo com manteigas e óleos vegetais  para hidratar os fios...

Uma coisa que me impressionou muito foi a sensação de limpeza que o shampoo orgânico deixava - com eles a quantidade de dias sem lavar aumentou para dois, antes era dia sim dia não... e eu como dona de cabelos com oleosidade na raiz e até caspa, jamais pude ficar dois dias sem lavar. Obviamente em pleno verão preciso voltar a rotina de dia sim, dia não - mas com o clima mais ameno foi possível lavar a cada dois dias. Alguns faziam até barulhinho de limpo sabem como?! Esse da Ikove faz...  que foi um dos primeiros shampoos orgânicos que eu usei. Na época eu estava com oleosidade excessiva e muita caspa.




Pesquisando por aí - vi que sulfato tira não só a sujeira, como a oleosidade natural do cabelo e isso gera o efeito rebote: o couro cabeludo produz mais oleosidade pra compensar a agressivid , e tendo em vista meus resultados, só posso concluir que ao lavar o couro com uma substância tão detergente, a raiz responde com mais oleosidade pra compensar o excesso, dando efeito rebote... ou seja, tudo que você tira em excesso, seu organismo vai produzir mais daquilo, achando que está faltando (e esta é a razão de você, dona de pele mista/oleosa, não poder lavar o rosto mais que duas vezes por dia - pelo efeito rebote!).
E eu percebi isso, não só com essa da Ikove, mas também com Herbia e Surya Amazônia Preciosa- a linha orgânica.

A coceirinha que eu tinha no alto da cabeça também sumiu, e tenho certeza que era uma reação alérgica a sulfato.

Não fazem espuma?!
Mito- fazem sim... mas uma espuma muito tímida, quase transparente -  não lembra em nada aquela espuma "clara em neve" que o shampoo convencional faz, que além de agredir seu "ecossistema" capilar - também polui e colabora pra formar aquela espuma pavorosa que acumula no rio Tietê.

+ Acesse - se você quer mais espuma, tente misturar com este sabonete líquido neuto

A caspa... a primeira coisa que eu percebi quando comecei a usar shampoo sem sulfato foi a diminuição da produção de floquinhos brancos. Que devo ao fato de ter parado de agredir o couro cabeludo com detergente (você não leu errado, sulfatos e suas muitas variantes é usado para lavar graxa de chão de oficina!), que acelerava a descamação e dava coceira.

O que eu fiz?! Acrescentei na minha dose de shampoo, uma gota de óleo essencial de alecrim e outra de melaleuca.
Potente, eficaz e sai muito mais barato do que comprar shampoos caros como Kerastáse ou dermocosméticos como La Roche Possay que só funcionavam enquanto eu estava usando. Faz mais de ano que não turbino mais o shampoo com óleo essencial para caspa, pois o problema sumiu. A tática emergencial era pingar uma gota de cada OE na dose de shampoo e deixar agindo. Funcionou...

Ah, um adendo pra quem acha óleo essencial caro: se você pensar que se usa uma gota por vez e um frasco contém cerca de 200 gotas, é só fazer a conta quanto ao custo-benefício

+ Acesse: Marcas de confiança em aromaterapia

Atualmente os cabelos estão bem mais sedosos, com brilho e sem caspa. Saudável, brilhante e ainda tem henna nele.


Enfim, essa é a minha experiência com shampoo sem sulfato... meu cabelo está uns 200% melhor do que com shampoos convencionais...
Já teve uma experiência assim?! Em que o natural funcionou muito melhor que o convencional?! Conta pra gente...


Atenção: se você está chegando agora ao mundo dos cosméticos orgânicos e 100% naturais, o shampoo não será tão eficiente pois é necessário retirar toda a camada de silicones e derivados de petróleo que os condicionadores, leave in, produtos finalizadores e tintura convencional deixaram, saiba mais sobre a transição capilar aqui.
 

5 de junho de 2013

Shampoo Pracaxi e Andiroba - Cativa Natureza

Recebi este shampoo quando a marca lançou rs.... na verdade a Cativa mandou uma série de produtos dessa linha, eu sei tow atrasada! Mas gosto de testar bem - e agora que estou fritando meu cabelo, pelos banhos na última posição do chuveiro (seja Vata e saiba o que é congelar de frio rs... se quiser saber qual seu dosha na Ayurveda, clica aqui.) e lógico o cabelo sofre né...

E  do atraso - veja pelo lado bom: agora que tudo ressecou posso dar uma opinião melhor haha!

glyceryl caprylate, *Melaleuca alternifolia (leaf) water, lauryl glucoside, *Pentaclethra macroloba seed oil, *Carapa guainensis oil, glycerin, potassium sorbate , aqua, Aloe Barbadensis (leaf) Extract, dehydroxanthan gum, *Ilex paraguariensis leaf Extract, disodium cocoyl glutamate/sodium cocoyl glutamate, aqua, citric acid, Pogostemon patchouli oil, Cananga Odorata flower oil, Limonene, Linalool e Eugenol.71,5% ativos orgânicos rastreados
Vegan | Certifificado IBD | Cruelty Free

O que diz o fabricante:
Associação de tensoativos suaves e ingredientes orgânicos, como pracaxi, andiroba e extratos naturais de Aloe vera e Erva mate orgânica, promovem limpeza eficaz sem agredir os fios, deixando-os  macios e hidratados.

Notas importantes:
- meu cabelo é misto, um pouco oleoso na raíz e está abaixo do ombro, com a metade para baixo super ressecado (normalmente seco só nas pontas) 
- já faço uso de shampoos naturais e orgânicos há quase 2 anos
- não tem danos  maiores, uso henna e dificilmente uso secador e chapinha

O que eu achei:
A textura é de shampoo comum, na verdade é uma grande surpresa pois dificilmente vejo shampoos dentro dessa proposta que não sejam mega diferentes dos produtos convencionais. Então pra quem anda estranhando shampoos super aguados, este pode ser uma boa. Além do que o rendimento também fica no mesmo de um convencional.


Mas ainda faz pouca espuma, óbvio  - porque não tem o odioso sulfato. Na primeira lavagem quase nada, já na segunda quando os fios já estão limpos até que faz uma espuma considerável.
Eu estava lá feliz e contente usando sabonetes cold process diversos - mas acontece que meu cabelo resolveu ressecar absurdamente porque tenho fritado ele no chuveiro... coitado...

... aí que realmente conheci o poder hidratante, os sabonetes estavam deixando bem ressecados,  foi só passar este shampoo no comprimento, uaaaaaaaaau! Sabem sensação de cabelo derretendo?! É isso! Ficou muito macio , só com o shampoo - amei né! Sensação de cabelo palha no inverno nunca mais!

E a Cativa Natureza põe os ingredientes em ordem decrescente o que significa do mais para menos usado, se você olhar a composição verá: pentaclethra macroloba seed oil= óleo de Pracaxi, praticamente depois de água e  hidrolato de melaleuca (tea tree), então tem bastante óleo de pracaxi mesmo, que tenho considerado o melhor óleo capilar no momento, saiba o que ele faz aqui.

O cheiro é exatamente igual ao condicionador, da linha - predomina Patchouly com um toque floral de ylang ylang, respectivamente Pogostemon patchouli oil e  Cananga Odorata flower oil, estão em último na lista de óleos e se usa menos mesmo na composição porque são eles que dão as notas aromáticas do shampoo, são óleos essenciais que claro emprestam suas propriedades benéficas - mas por serem OEs se usa menos mesmo.
Linalol e etc são componentes químicos da estrutura dos óleos essenciais.

Então SIM! é  um shampoo que cumpre o que promete!
Ah sim, no próximo envase a marca disse que será com válvula pump. Custa R$38 com 250, clica aqui


IMPORTANTE: Devido a presença de óleos essenciais, se você estiver grávida ou amamentando, consulte um naturopata ou aromaterapeuta antes do uso. Ylang ylang pode causar naúseas!

Atenção: se você está chegando agora ao mundo dos cosméticos orgânicos e 100% naturais, o shampoo não será tão eficiente de imediato pois é necessário retirar toda a camada de silicones e derivados de petróleo que os condicionadores, leave in, produtos finalizadores e tintura convencional deixaram, saiba mais sobre a transição capilar aqui.


Você pode querer ler:
Óleo de Pracaxi - Laszlo 
Shampoo Lippia Alba - Herbia
Óleo de argan - Harmonie Aromaterapia
Terapia capilar orgânica - Espaço Surya  
Condicionador Pracaxi & Andiroba - Cativa Natureza
Condicionador Buriti cabelos tingidos e danificados- Surya

 


Cupom válido durante todo ano de 2018- acesse!

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | free samples without surveys