BELEZA SEM CIGARRO

[Diário] Parando de fumar semana 1. Clique na imagem para ler os post do diário.

Store Cosméticos e Cia

Encontre produtos 100% naturais e orgânicos: Cosméticos, maquiagem.


Cupom válido durante todo ano de 2017 - clique e acesse!
Mostrando postagens com marcador Pets. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Pets. Mostrar todas as postagens

21 de julho de 2016

Florais e óleos essenciais para acalmar cães e gatos

Então veio uma iluminação que deveria adotar uma gata, sim - sempre fêmeas porque não gostamos do fator 'torneirinha' , marcação territorial dos machos  com urina em tudo que é coisa.

A questão aqui é: eu já tinha uma cocker!


Yuka dog e Shanti cat
Sim, eu acredito na coexistência pacífica interespécies... o X da questão é que adotamos a Shanti prenhe e o parto se deu  em apenas uma semana desde que chegou em casa ...  não deu tempo dela acostumar com a Yuka.
...e com o instinto maternal, ela ficou uma fera com a Yuka, que é a dog mais bobona e dócil que eu conheço e muito curiosa, diria mais -ela tenta se aproximar da Shanti, meio que dizendo: oi quer ser minha amiga?!
Pra piorar, a Yuka parece ser brasileira e não desiste nunca, tentou ser amiga dos filhotes e ia várias vezes olhar, a gente sabe que ela nunca faria mal aos gatinhos nem à Shanti.

Como Shanti começou a dar patadas na Yuka, a solução foi deixar a dog na cozinha e a Shanti quis se mudar para nosso quarto com toda a ninhada pra se sentir protegida...
A Yuka fica chorando e andando pra lá e pra cá por trás da grade e a Shanti fica de guarda espiando se a Yuka não vem... ou seja a coexistência pacífica ficou pra mais tarde.
E fique toda noite ouvindo a Yuka chorar e a Shanti reclamando?!

Como aromaterapeuta e terapeuta holística tive que fazer algo:


Aromaterapia para cães com cíumes e transtornos de ansiedade


Óbvio que Yuka ficaria transtornada ao prendermos na cozinha, teve ataques de choro ou crises de ansiedade e agitação, além de começar a chorar quando a Shanti chiava pra ela não chegar perto (magoou rs...) além de ter levado patada.
Pode acontecer também com a chegada de um novo cão ou até mesmo um bebê, então escolhi estes óleos:

Yuka usa lavanda até em feridas como berne, sim você pode  aplicar 1 gota diretamente no local. É um óleo perfeitamente seguro para praticamente todas as faixas etárias humanas
  (sim, recomendo muito ter em casa!)
É um equilibrador físico, mental e emocional, anti estressante, calmante, considerado o Rescue da aromaterapia
Acalmou a agitação de estar presa na cozinha, e aquela agitação irritante de andar pra lá e pra cá, aquele caminhar nervoso sabe?!

+leia mais: O uso da lavanda em humanos - seguro desde bebês até idosos!

Acalma a hiperatividade infantil, principalmente quando o intuito  das crianças é chamar atenção, houve um efeito sobre a agitação de estar presa na cozinha, e isso foi de grande impacto já que ela pôde circular pela casa sempre. Conduz a um sono profundo e reparador


Possui ação de harmonizar, equilibrar e confortar. Trabalha flexibilidade e adaptabilidade,
Confortar quando via Yuka chorando de ciumes, além de também acalmar a agitação do caminhar nervoso.

Precauções e modo de uso:
Lembre-se que um cão tem pelo menos 1/10 do teu peso corporal então a dosagem deve ser proporcional ao tamanho. A Yuka tem 15kg, nela usei 1 gota na coleira na altura do cangote.
Como ela é super peluda, usei lavanda ou laranja direto no cangote porque são óleos seguros para cães , assim como para crianças e bebês. Ou direto no pelo da orelha, pois como é grande, deu até pra abanar a orelha, dissipando o OE para o nariz rs...
Para um lhasa apso por exemplo dilua em 0,5ml de óleo vegetal,(sim pode ser de cozinha mesmo!)uma gota de qualquer destes OEs e vá aplicando no cangote, Assim como para um boxer pode ser necessário dobrar a quantidade, é necessário ajustar a dosagem!



Todo óleo essencial é metabolizado no fígado em qualquer espécie, por isso estes OEs devem ser usados temporariamente e como emergência emocional em cães
(como dermatológico somente em feridas ou outros problemas maiores, em maior diluição).
 Por aqui fui alternando estes OEs ao longo de 3 semanas e não diariamente, somente quando estava realmente fora de controle.
Para trabalhar o emocional de forma totalmente segura, por mais de um mês recomendo os florais. Pra Yuka fiz uma fórmula personalizada que conto depois.

Florais para gatos

Bem... cães aceitam aromaterapia e se harmonizam... já gatos... correm literalmente, não aguentam o cheiro, além do fígado não metabolizar, ponto... a não ser que você queira um gato transtornado, doidinho com o cheiro, não use!
Aí que tive que me virar, porque em revistas especializadas em pets indicam fluexitina  (?!??!?) para lambedura excessiva em gatos- sim Shanti começou a somatizar o nervoso desta forma, se não gosto pra mim, imagina que daria antidepressivo pra gata amamentando?!





Floral de Bach Rescue  versão pets [comprar]
Sabia que tinha o Rescue para pets, eu não tinha a versão bicho só a minha, que sim funciona se você der na água, aceitam! Vale para qualquer bicho!
A única diferença é que a versão pets é sem álcool. Mas estudando o sistema Florais de Minas, sua linha pet também contém álcool, então não vi muito sentido em comprar um só pra pets já que eu também uso e funcionou da mesma forma e sim sãos os mesmos florais:  Star of Bethlehem – contra choque e traumas, Rock Rose – contra o pânico, Clematis – contra sentimento de fraqueza, Impatiens – contra agitação, Cherry Plum – contra perda de controle) indicada para qualquer espécie animal.
Shanti parou com a lambedura excessiva! Ufa!


Floral de Minas Sociabilis linha pet [comprar]
Fórmula floral para animais irritados, tensos, agressivos, violentos ou com dificuldades nos relacionamentos. Favorece o equilíbrio, a integração e a convivência.
Já uso os florais de Minas desde 2009 por conta e resolvi estudar com afinco  este ano para  suporte  na diabetes do marido (sim, diabetes tem um componente emocional arraigado, hereditário) e claro pra mim- se funcionou em mim, está funcionando no marido, e como gatos são bichos com sensibilidade aguçadissima, botei fé.
Só está tomando há dois dias mas acredito muito que a dica seja válida, até porque tem fórmulas para outros problemas, clica aqui

Resumo da Ópera:
- Óleos essenciais para tratar crises  emocionais somente para cachorros e temporariamente.
- Para tratar a médio prazo o emocional do cachorro, o mais seguro é floral, mas pode ser usado o Rescue como emergencial
- Para gatos somente Florais, qualquer sistema que você queira

Espero que as dicas tenham ajudado!

*Utilize o código PBS2016 e ganhe 5% de desconto na Aromalife - loja especializada em produtos para aromaterapia! Clica aqui.

2 de setembro de 2014

Luto -Mila the beagle se foi...

Mila foi outra beagle que estavam doando, por motivos de não poderem cuidar, nossa segunda adoção canina.
Ela foi comprada num Pet shop da Oscar Freire e foi devolvida por ter mastifgado todos os móveis da casa, o que é natural de um filhote de beagle, são os mais destruidores que conheço rs... acho que nessa de levar tanta bronca por comer os móveis, devem ter quebrado o rabinho...
Então foi para uma casa  onde já tinha um outro beagle... os donos eram obesos e provavelmente os cães pegaram esse padrão de compulsão...

Há três anos atrás quando a pegamos estava gorda que só, parecendo um leitão rs...


Mila foi mandada embora de duas casas, mas eu achei incrivel como ela era sociável, chegou em casa parecendo que sempre morou com a gente e mais bacana ainda: a cocker e ela parece que sempre foram amigas a vida toda, nossos dias eram preenchidos com brincadeiras como a do vídeo.

Yuka estava carente de companhia, há três anos atrás estava em pleno processo de terapia, num curso de autoconhecimento e constelação familiar, eu não estive muito presente nessa época - e hoje penso que Mila estava destinada a morar com a gente, a cocker parou de choramingar...

Eu ficava besta com a inteligência dela, certa vez ela tentou escalar pelo vitrô em arabesco pra tentar pegar a lata de comida em cima da mesa, só deu errado porque a coleirinha enganchou na grade e aí só ouvimos ela latindo desesperada, kkkkk.

Outra coisa que me chamou a atenção em especial, era a beleza dela, nós conseguimos fazer ela emagrecer uns 5 kg, e não tinha um que não notasse sua beleza, uma dog linda!


E as vezes achavamos que ela era o Garfield na versão canina: doida por comida, adorava cochilar e fazia o que queria.
Ela adorava ser escovada, não podia me ver  agachada com a escova na mão que entrava embaixo do meu braço pedindo pra ser escovada. Eu não podia ficar com as pernas cruzadas que ela ficava embaixo pedinddo pra fazer carinho com o pé...

O mais lindo disso é como que duas dogs que nunca se viram, se tornaram as melhores amigas imediatamente, faziam tudo juntas: brincavam, tomavam sol  e até dormiam juntas, no frio era muito meigo, como elas aqueciam uma a outra.
Nos últimos 6 meses a velhice chegou, e ela passava a maior parte do tempo dormindo, levantava pra fazer necessidades, pra comer mas voltava pra dormir... ela adorava dormir no puff que não cabia na outra casa nem nessa.


Um dia eu estava estressada pela montagem da casa, briguei por ter feito bagunça e xixi fora do lugar e literalmente soltei os cachorros nela, claro ficou um dia nem querendo falar comigo... mas cães entendem a linguagem do coração, quando fui pedir desculpas, ela aceitou...  ou seja cães não guardam rancor, só ficam com o melhor de tudo, e isso é uma lição que deveríamos aprender e colocar em prática.

A última traquinagem dela foi entrar na casa do vizinho pra sair cheirando tudo, que era a atividade preferida dela.
Segunda é meu day-off, dia de dormir até tarde, marido deixa comida e água e vai trabalhar.
Acordei com uma sensação esquisita , algo estranho, uma sensação de estar faltando algo...
Não sei como, mas eu não queria ir lá ver a Mila, a casinha fica na lateral da casa... estendi a roupa , aguei as plantas e sempre só a Yuka... nem sinal da Mila aparecer pra vir deitar na grama e no sol...

Quando marido chegou, ele contou...
Minha primeira reação foi que fiquei feliz por ela não ter sofrido como a outra beagle... mas apareceu uma bola de tênis no meu peito, doía , incomodava... fui cheirar manjerona, que sempre uso em caso de luto ou perdas, contei aqui, e claro sempre funciona - a bola diminuiu junto com a dor....

Marido disse que acordou super cedo preocupado com a Mila. Ficou no quintal  instalando umas coisas e de vez em quando a Mila resmungava, fazia um carinho e ela sossegava e ficou nisso por umas  2hrs... quando ele encheu a tijela de água e ela não quis, ele a abraçou e ela partiu nos braços dele...

Eu acho incrivel como as dogs que tivemos chamam meu marido, todas chamaram pra estar com ele na hora de partir, pra se despedir e pra ter calor humano nessa hora, elas falam com o coração. As duas beagles esperaram ele chegar pra se despedir e morrer no colo dele...

Ainda dói... mas a gente aqui pensa que ela estava destinada a morar com a gente, que ela aproveitou bem, brincou, fez uma amizade linda com a cocker, dormiu na grama que ela adorava, enfim, ela foi feliz!
Só fico pensando que além de tudo, ficarei com saudades de mexer na orelhinha dela, a coisa mais macia do mundo pra mim... e sentirei falta de ter um cão embaixo do meu pé pedindo pra fazer carinho...

15 de fevereiro de 2014

Feira de orgânicos do Ibirapuera

Este ano comecei a frequentar assiduamente a feira de orgânicos do Ibirapura, que fica no modelódromo - local onde as pessoas podem levar seus aviões e barcos de brinquedo a motor - brinquedinhos caros diga-se rs...

A primeira vez que pisei lá, estava um dia ensolarado e uma brisa leve que levava o cheiro das ervas, temperos frescos pelo ar, gente vocês não tem noção da delícia que é... só de estar perto de alimentos puros, sem nenhuma química, já dá uma boa revigorada na psiquê.
É super tranquilo, uma vez que os consumidores orgânicos ainda não são muitos e tem estacionamento fácil no local.


É possivel encontrar farinhas, granolas,pipoca (eba! amo e adoro - fiquei muito feliz de me livrar da pipoca transgênica), geléias, sucos, pães, bolos,snacks, granolas, chocolate, laticínios, ovos toda a variedade de hortaliças e frutas, produtos de limpeza da Biowash, falei aqui sobre o detergente, custando R$13.

Também achei muito bacana uma barraca onde há desde mudas orgânicas para cultivar sua horta, adubos e óleo de neem que é o inseticida empregado neste cultivo.

E uma barraca de lanches, é possível tomar o café da manhã por lá ou fazer um lanchinho.

Os preços variam muito, por exemplo couve manteiga custa R$4 o maço bem servido - e um aparte sobre vegetais orgânicos, eles parecem durar o dobro do tempo, sua cor é bem mais viva e claro que sem os agrotóxicos fornecem mais nutrientes.

Farinha de trigo integral sai a R$4,50. Feijão com 1kg a R$9, leita a R$10 o litro - não vou dizer que tudo é barato pois não é... mas tem muita coisa que vale o custo x benefício como no caso da couve.
Mas se me perguntar se vale o investimento? Com certeza! Você está comprando saúde principalmente! Sem contar na sustentabilidade e apoio a estes agricultores que foram iluminados e pararam de envenenar nossa comida e a natureza, sou muito grata por eles!

E pra mim, além de todo esse contato com a natureza puríssima, vale muito o parque de cães! Sempre quis carregar comigo minha cocker e minha beagle adotada (não, eu não compro mais cães... contei aqui a adoção dela) - só que como são de médio porte não podem ir pra qualquer lugar...

clica que aumenta

Gente é uma energia pra lá de boa, imagina uns trinta cães juntos, todos em paz, brincando e correndo, fazendo amizade com outros?
É um terreno grande e cercado, há bebedouros e pás de lixo para recolher as fezes dos cães - e muito bacana é que as pessoas respeitam, recolhem e descartam corretamente, então é um local limpo e bem cuidado.

Uma coisa que achei muito legal é que além da possibilidade de deixar seu cão com um cuidador, também dá pra deixar os cães brincando ali enquanto você faz suas compras na feira - nada impede deles te acompanharem nessa tarefa - mas se essa pretinha e a beagle (foto do meio) podem brincar livremente e conviver com outros cães, acho fantástico!

Ah sim, existe uma lei: cães agressivos não entram - então todos os cachorros que vão lá, você pode brincar e fazer amizade com eles sem nenhum problema, nunca nenhum cão brigou com as minhas ou levei um latido raivoso...

O melhor horário para chegar é umas 9hrs, pois as hortaliças ainda estão fresquinhas e no caso de levar eus cães já tem alguns por lá.
Enfim, é um local super tranquilo, com uma energhia pra lá de boa! Pra quem for de SP vle o passeio!

Segue endereço:
Rua Curitiba, 292 - Ibirapuera
Sábado das 7h as 13h

25 de maio de 2013

O desafio de adotar um cão adulto e sua recompensa maravilhosa

“Até que tenhas amado um animal, uma parte de tua alma estará adormecida” (Anatole France).
(este texto foi originalmente publicado no Yummy Tips, meu outro blog - clica aqui)


Eu tinha contado aqui da adoção da Mila, minha beagle gorda que é exatamente o estereótipo do Garfield na versão canina rs...
Mas estes dias me veio muito forte a lembrança da minha primeira beagle adotada, a Lua.
Ela foi encontrada numa comunidade de adoção de cães no Orkut. Estava anunciada ela e a irmã dela...

Estava em um canil em Itu onde nasceu e foi devolvida pela dona que alegou "estar se mudando" e não ter espaço para duas beagles na outra casa - bem, hoje a gente acha que foi a maior mentira, a mulher queria se livrar mesmo dos cães.

Resolvemos escolher a Lua... mas acho que ela nos escolheu, pela lição de vida que viria a dar...
A Lua estava no canil mas não no meio dos cães bonitinhos pra comprar, estava no canto dos cães doentes, estropiados... levamos a cocker pra se conhecerem já que teoricamente deviam ser amigas... mas não aconteceu...
Intrigante é que a irmã estava junto com os cães para procriação. Acho que a Lua devia estar doente e não contaram por medo da gente recusar...
No trajeto de Itu até Sampa, fazia um calor insuportável e eu nunca vi cachorro mais fedido na minha vida, sabe de não aguentar mesmo?! Parecia que nunca tomou banho desde que chegou ao canil...
A primeira coisa que fizemos lógico, foi dar um banho... mas como foi difícil a adaptação aqui.

Ela era arredia, temerosa. A gente não podia levantar um dedo que ela se tremia toda - sinal que deve ter apanhado bastante das pessoas e até de outros cães, porque ela não queria saber da cocker, que queria brincar... as vezes até brigavam.

Também era muito difícil fazer um carinho, ela não permitia que ninguém chegasse perto...
Ela só se acostumou um pouco depois de uns três meses. Mas daí ela foi ficando doente, muito doente, não comia e emagreceu muito.... levamos no veterinário que constatou outra mentira contada, ela já tinha uns 8, 9 anos de idade pela arcada dentária, muito diferente dos 6 anos que contaram pra gente...

Claro que no consciente a gente queria mais era xingar a dona do canil que anunciou tantas mentiras pra gente - mas jamais devolveríamos a Lua, que já sofreu tanto...
Então tratamos a bichinha que estava com carrapatose... provavelmente deve ter pego pelo lugar imundo que ficou -começou a dar cegueira nela, coitada.
Esse vídeo foi gravado logo após a "alta" do veterinário quando ela se curou:


O que esse olhar te diz?! Pra gente expressa pura gratidão, o reconhecimento que foi cuidada, amada... de ver esse rabinho balançando perto de quando ela chegou que a gente nem podia encostar nela... é muito gratificante ver um bichinho que sofreu tanto expressar no olhar tanto carinho e amor...

Bom... ela brigava com a cocker as vezes - mas totalmente compreensivel pelo que a gente imagina que ela passou no canil onde ficou 4 meses....
Mas era uma delícia ela vindo abanando o rabinho pra gente depois de tudo isso. Reenergizava sabe?!
Era amor incondicional, claro que a Yuka também... mas é muito diferente da Lua, já que a Yuka está  desde filhote.

E assim ficamos felizes por mais uns 7 meses - 3 meses do período de adaptação e mais os dois meses mais sofridos da vida dela... e claro que sofremos juntos. No total ela ficou cerca de um ano com a gente.
Primeiro ela ficou totalmente cega de um olho, começou a bater na parede e nas coisas e doía o coração ver ela assim... mas já estava vovó né... doía também querer fazer um carinho e ela se retraía com medo que fosse um estranho porque já não estava enxergando a gente direito... tinha que primeiro dar a mão pra ela cheirar pra não assustar a bichinha...

Depois começou a não ouvir direito, e olha que a audição de beagles costumam ser mega aguçada. Tinha que chamar três vezes.... então ela começou a não comer de novo... emagrecendo, emagrecendo...  levamos no veterinário e foi constatado falência renal ... Tivemos que dar soro na veia ... ela mal saía da casinha...

Era provável que começou a dar falência múltipla dos órgãos... e ela foi ficando cada vez mais caquética e fraca... no dia em que estava marcado o retorno do veterinário... meu marido voltou e chamou ela, uma, duas, três vezes... então desceu até o meio da escada e a chamou...

Aí ela veio... bem cambalente mas veio, só teve forças pra subir até o meio da escada... depois disso marido teve que carregar no colo. Da porta do quintal até chegar na porta da sala...
Ela morreu no colo dele... acho que foi uma das cenas mais tristes que já presenciei.

Mas até hoje a gente pensa que ela esperou meu marido chegar pra se despedir... e por tudo que ela passou... eu penso que pelo menos o último ano de vida dela foi feliz.
Foi muito gratificante mesmo poder ter feito algo de bom para um ser inocente, com uma história sofrida dessas, ver a carinha dela feliz no vídeo... e eu acho que foi isso que ela levou com ela, não todo o sofrimento, o abandono... mas o amor que a gente deu... e também acho que foi isso que fez ela ter forças pra esperar meu marido chegar pra se despedir...

Pra gente hoje ficou a moral da história de superação... de esquecer o passado, abandonar mesmo e não lembrar dele, viver o dia de hoje feliz, com um sorriso no olhar agradecido.
O amor que essa bichinha deu em troca foi tão grande que até hoje quando estou com dificuldades e tenho vontade de fazer mimimi, eu vejo esse vídeo e por incrível que pareça me dá uma força...
mesmo que chore, como estou fazendo agora...

E esse é um dos muitos motivos por ser contra teste de cosméticos em animais - beagle é a raça mais usada pra isso... por ser muito dócil...
Nem vou falar dessa coisa irresponsável de abandonar um cão... a Lua teve sorte, mesmo tendo sofrido no canil, tinha comida e um teto... mas quantos não tiveram a mesma sorte?!

Mas todos os cães sem excessão... merecem o céu, por expressarem tanto amor, lealdade e gratidão.
E não só com nós humanos...  quer maior lição de companheirismo e amor ao próximo do que essa?
Leia a história dessas duas amigas aqui.

E sobre raças violentas, vou te dizer uma verdade, quem faz o cão violento é o dono, que instiga a brigar, a atacar, já vi muito no Animal Planet Pits bulls de colo, meu sogro tem um rotweiller que é o mais bobão que já vi na minha vida.
Cães são mero reflexo do dono, se o dono pensa que é um cachorro perigoso, ele será - fazem aquilo que está no coração do homem... portanto eles também merecem o céu .



Fica pra reflexão, toda essa história e essa foto...
PS- e acho que nós humanos temos muito a aprender com estes seres tão especiais...


 

3 de fevereiro de 2013

Shampoo Pet - Sal da terra

Vocês não sabem  o quanto fiquei feliz ao descobrir que existe shampoo para dogs 100% natural porque ao ler o que tem nos shampoos encontrados em pet shops, é de cair de costas. Se em nós sulfato e outras químicas tóxicas são bioacumulativos e passíveis de causar doenças, imagina o mal que faz para um ser de 15kg ?!
Me preocupava também o fato da cocker meio aloprada ficar lambendo shampoo (eca!) enquanto a gente dava banho, imagina as toxinas que ela engoliu ao longo de sete anos?!

Além do que, quando é você quem lava seus dogs, você entra em contato com a química pesada destes produtos, especialmente shampoos antipulgas- veneno né...


O que diz o fabricante:

Não tóxico | Produto biodegradável | Não Testado em Animais | Vegan

Com Óleo de Neem, que possui ação inseticida e repelente natural, óleos essenciais selecionados com atividade de repelente (citronela, eucalipto e menta) e Aloe vera que deixa o pelo macio, com brilho e sedosidade natural.

Produto livre de parabenos, corantes, sal e aromatizantes sintéticos.

100% Vegetal e 100% Natural

Composição:
Óleos  de palmiste (orgânico e kosher), arroz , neem, Mamona, Extrato glicólico de aloe vera  e óleos essenciais de citronela, menta e eucalipto.

Porque é excelente para cães:
  • óleo de neem: é um inseticida totalmente natural, eficiente no combate a mais de 500 espécies de insetos e ácaros  e é totalmente inofensivo ao homem e a animais de sangue quente. É excelente antibacteriano e antifúngico e bastante eficaz contra dermatites.
  • óleo essencial de citronela: conhecido repelente de insetos, útil para livrar os cães e gatos das pulgas e com propriedades antisépticas
  • óleo essencial de menta (hortelão pimenta):  útil em casos de dermatite, sarna e prurido.
  • óleo essencial de eucalipto citriodora: excelente bactericida e  anti-séptico,  usado para infecções por fungo,com ação repelente de insetos, e infecções de pele por bactérias

O que eu achei:
A consistência e de um sabonete liquido comum, porém ligeiramente mais "aguada". O cheiro predominante e de eucalipto, mas da espécie Eucalyptus citridora - que a gente conhece do desinfetante pinho sol - mas não se assustem, não cheira forte como ele!

O rendimento dele é ótimo, eu tenho duas dogs, então uso seis pumps do shampoo e encho um pote de sorvete (reaproveitamento é fundamental para contribuir para diminuir a quantidade de lixo!) com água em 3/4 (sobra uns três dedos vazio) - é o suficiente para dar banho nas duas. Mesmo com tanta diluição ele faz espuma, não aquela do shampoo antipulgas convencional mas uma espuma tímida e quase transparente - e que não polui!


Eu tenho a impressão de que apesar do óleo de eucalipto ser um óleo forte e até ser irritante em peles sensíveis,o shampoo em si  é até suave, tenho certeza de que a Aline (quem produz os produtos) deve dosar bem a quantidade deste OE. E no caso deste shampoo, os próprios óleos essenciais e vegetais (neem)  já são conservantes, visto que não há nenhum na fórmula.

Digo isso porque essa beagle aí, se coça por qualquer coisa (quando não é pulga, óbvio).  Acredito que os shampoos comerciais bombas tóxicas que estávamos usando provocava dermatites nela.
Ao utilizar este shampoo, ela parou de se coçar! Sensacional!

E de fato, deixa o pelo macio e sedoso, graças a combinação dos óleos de arroz, mamona e ao extrato glicólico de aloe vera. Tanto que não preciso de condicionador na beagle. Na cocker não uso mas passo óleo vegetal com algum OE por conta da montanha de pelos...

Nesse mundo 100% natural, falamos muito sobre produtos orgânicos com certificação e tal... a certificação ajuda mas as vezes um produto 100% natural e artesanal pode ser tão bom quanto.  Sendo artesanal também tem um preço mais amigo:
350ml por R$15,50
500ml por R$21,60
vide os produtos aqui

Gente, pra mim 350ml ou 500ml de shampoo 100% natural é barato até, a julgar pelo excelente rendimento e benefícios do produto. Gostei bastante e com certeza recomprarei! clica aqui.



9 de agosto de 2012

Para tranquilizar cães inquietos

Minha cocker tem uma conexão extremamente forte comigo, uma antena mesmo... e quando estou com algum problema, ele se inquieta, reclama, anda pra lá e pra cá impacientemente - mesmo ela sendo Vata (saiba mais aqui), de natureza agitada, anda rápido, super empolgada - dá pra ver claramente quando ele se desequilibra.

Mas este post também serve pra ajudar cães que tem pavor de fogos de artificio, que também é o caso dela.
A primeira  coisa que me veio foi o floral Rescue, um clássico da linha Bach:

Rescue pode ser utilizado por todos, inclusive bebês e cães - existe até um frasco específico para os bichinhos, veja aqui.Tem energia equilibrante e relaxante, oferece apoio em momentos dificeis. Socorre em situações de tormenta mental e emocional.

Por isto funciona muito bem em ataque de pânico na dog quando acontecem explosões de fogos de artificio. Uso 2 gotas - pingo diretamente na boca dela... ou coloco numa tampa plástica de pote de requeijão um pouco de água mineral e as duas gotas e ofereço a ela.

Outra coisa que costumo usar quando a dog está tão inquieta que ninguém consegue dar o Rescue ou se recusa a beber... é uma sinergia:


- Óleo essencial de lavanda: clássico antistress e calmante da aromaterapia
- Óleo essencial de lemongrass (capim cidreira): tem efeito reanimador e ajuda a recuperar o ritmo normal

Como uso:
Vocês já sabem que OEs devem ser diluidos em algum óleo vegetal certo?! No caso da minha cocker, uso óleo de coco pois também ajuda na hidratação da pelagem (e acreditem,o pelo dela fica super sedoso e macio ! Também costumo usar só a lavanda diluida em agua e óleo de coco como leave in depois do banho dela).

Bem, use um tiquinho de nada do óleo de coco, em medida a olho 0,5 cm ou 1gr - dilua o óleo em uma colher de sopa de água mineral, se o óleo estiver solidificado, leve ao microondas por 5 a 10 segundos o suficienta para o óleo dissolver, se desejar morninho coloque mais tempo mas não deixe a mistura ferver.

Coloque 1gt de cada óleo essencial nesta mistura e massageie o bichinho.
A massagem por si só já ajuda a acalmar e junto com os OEs fazem um efeito fantástico!
* Se forem cães de pequeno porte infelizmente terá que ser descartado metade da receita, pois não tem como usar meia gota de OE
* Se forem cães de porte grande dobre a receita

Se o bichinho estiver muito agitado, utilize só 2 gts de lavanda.
Mas tenha cuidado para não emplastrar o pelo do bichinho, utilize o suficiente e observe se não fica ensebado.
Massageie com mais atenção as patas (almofadinhas) e orelhas, os pontos mais sensiveis dos bichinhos.
Em cerca de 5 a 10 minutos já se nota o efeito!

Você pode querer ler:
Shampoo Pet - Sal da Terra

   Observação:   
Caso você esteja acessando o blog via tablet ou celular, é necessário usar a 'visualização versão web' para que seu comentário seja postado via Disqus e assim respondido.


 

13 de junho de 2012

Bio Brazil Fair | Aromatizadores para ambiente Le Bidou

J'MA  J'adore mes amis -  foi uma marca simpaticissíma que conheci na Bio Brazil Fair. Tem uma linha voltada para higiene de cães e gatos a Le Bidou, com produtos sem parabenos, silicones e petrolatos - ué até pra bicho tem essa preocupação?! Tem sim senhora!
Um bichinho tem a mesma sensibilidade a química que nós e até mais, cães também podem contrair câncer, e te garanto que ver seu bichinho morrendo é uma da experiências mais tristes da vida.
E tem mais, se é você quem lava seus pets, também não vai querer ter contato com estas químicas que tanto evitamo.
Os shampoos, condicionadores e máscaras de tratamento (tenha uma cocker pra você ver o trabalho que dá manter os pelos alinhados!). São todos a base de Melaleuca - querídissimo antiséptico da aromaterapia e extratos de cupuaçu e chá verde.


Os preços praticados são amigos, pois são embalagens de 500ml a R$32 - e claro que todos são Cruelty free, bacana né?!

E pra gente, tem a linha de aromatizadores ambientais 100% naturais, a base de óleos essenciais - eu amei pois adoro aromaterapia!


Nas versões:
Lavanda, Erva doce e Lemongrass (capim limão)

Veio comigo um de Lemongrass - que tem na composição além do próprio capim limão: Litsea Cubeba, Melaleuca e Citronela. É um aroma herbal e alegre que ao mesmo tempo dá a sensação de limpeza e frescor. Não tem como não remeter a essa sensação - Melaleuca e  Capim limão são puros antisépticos!

E gente... dá muita diferença usar um spray feito com óleos essenciais ao invés de fragância sintética. Eu tenho um de capim limão para lençóis, eu espirrava aquilo e parecia que tinha entrado pó de gelatina de limão... a garganta secava e eu tossia! A chance de ter alguma reação alérgica usando um produto de aromaterapia é infinitamente menor! Resultado - o artificial ficou encostado...

Este não, você só sente o bem estar - e tem mais você pode usar pra higienizar a roupa de cama pela manhã pra dar essa sensação de boas energias, usei aqui e ficou tudo de melhor o cheiro! E lógico que bye bye bactérias e fungos pois com estes óleos aí, não sobrevivem!


Neste mês os aromatizadores estão por R$25 no site, clica aqui.
Este já é meu queridinho, muito bom mesmo - marido também adorou! E meus agradecimentos à Rosana, criadora da linha - foi super atenciosa e gentil me dando as explicações!




 

10 de outubro de 2010

Mila - the beagle: um caso de adoção

Já tem 1 mês que adotamos outra beagle, simplesmente nos apaixonamos pela raça! E eu confesso que morro de amores por cachorros orelhudos, não me pergunte porque ... gosto e pronto rs...

A Mila tem uma história um pouco diferente da Lua, que contei aqui- ela foi comprada numa pet-shop da Oscar Freire (chique não ?!) e o dono a largou num canil pra cães rejeitados, simplesmente porque quando filhote mastigou o apê inteiro !
Depois uma xonádissima por beagles a encontrou e foi amor a primeira vista... mas cerca de 2 meses atrás  anunciou no Orkut a doação, porque o outro beagle dela necessitava de cuidados maiores pois é senil e ela não dava conta, não podia levar pra passear e estava afetando a saúde do beagle senil com artrose, pois ela vive querendo brincar. Ela tem 5 anos, e é uma beagle bicolor rara, branca e caramelo.

A dona foi mega criteriosa e disse que só daria a quem realmente amasse cães e tivesse condições de criar, muitas pessoas passaram lá mas ela não doou... quando fomos, levamos a Yuka pra conhecer, pois era primordial saber se as 2 se dariam bem...

Fiquei besta de ver como a Mila é sociável, nem parece que está 1 mês conosco, desde o 1. dia se sentiu em casa, total oposto da Lua, que era super desconfiada e a gente sentiu que foi mega maltratada, era só erguer e apontar o dedo que ela se tremia toda- com muito amor perdeu esse bloqueio. Já a Mila tem uma coisa de não poder agarrar no peitoral que ela rosna.

Percebi que ela tem uma ansiedade gigante que desconta na comida, deve ser da hiperatividade dela  e embora tenha essa pilha toda é gorda! O que faz ela respirar ofegante... me parece que deve ter sofrido maus tratos do 1. dono (pois pra largar um cão super inteligente e bonito assim...) e talvez no canil- de outros cães, o que pode ter criado essa ansiedade toda. Aqui nós levamos pra passear e o que me deixa mais feliz é ver o quanto a Yuka e ela se gostam e se dão bem, se deixar brincam o dia todo. Até a Yuka ficou menos carente e grudenta (característica da raça)- dá impressão que ela está satisfeita, como se disesse "agora tenho com quem brincar e conversar" pois a Lua nem dava bola...



Mas preciso falar: antes de comprar um cão de raça, estude bem as características pois o que se vê de cães sendo doados pela net afora... ... beagles são mega fofos quando filhotes mas a gente escolheu um cão já adulto pois ninguém queria ver sapatos, tigelas, fios de video-game e qualquer outra coisa sendo comida de novo (sim,a Yuka fez um estrago por aqui rs...). Nós sabiamos que beagles tem a reputação de ser mega devoradores de coisas quando filhotes mais que qualquer outro cão - e tenho certeza que este temperamento fez a Mila ser abandonada.

Claro que qualquer filhote faria isso e precisa de certa paciência - mas os beagles fazem mais rs... e mais uma coisa, você consegue aguentar cerca de 1 ano de "artes e aprontações" ?! Se sim, pode ir em frente e ter um filhote, caso contrário pense na hipótese de adotar um adulto e se prepare para a adaptação do novo habitante, a Mila foi muito fácil, já a Lua foram quase 3 meses...

Depois de 2 adoções bem sucedidas posso dizer que adotar é muito bom! O amor que a gente recebe em troca é imenso, temos certeza de que o bichinho percebe o que fizemos por ele...
Mas se você não tem toda essa paciência, melhor desitistir - cães conseguem dar amor incondicional e isso não tem preço mas precisa sim de muita dedicação... meio rude falar assim mas é preciso, pois quantos cães não tem a mesma sorte que a Lua e a Mila?

Quantos cães são simplesmente abandonados e depois sacrifricados nos abrigos ? Então pense muito bem se você está preparado pra suprir as necessidades de um ser inocente...
E agradeço a você que leu este texto todo...