Páginas

Mostrando postagens com marcador Embu das Artes. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Embu das Artes. Mostrar todas as postagens

3 de março de 2015

PBS Garden | Feira do verde - Embu


Continuando minha jornada de jardinagem e horta, vou mostrar um dos meus locais favoritos para comprar plantas: Embu - ja tinha falado aqui sobre a feira de artesanato que acontece aos domingos e todas as barracas estão funcionando e o outro  motivo pra passear em Embu de domingo é a feira do verde.




Foi aí que consegui minhas primeiras mudas de Tagete - cravos de defunto ou  a planta que dá nome ao floral. A um preço amigo, 4 unidades por R$5. Tagetes além de decorar tem uma papel importante na horta doméstica: combater nematóides no solo, podem prejudicar as plantas , através de uma substancia secretada em suas raízes , essa mesma substância combate lesmas e suas flores secretam outra substância que ajudam no combate de larvas e mosquitos. Tem que ter - ponto.

Flores tem um papel fundamental na horta: atrair polinizadores, mais conhecida como abelhas - tanto a de mel como a jataí vão atrás delas. Lá encontrei lavanda, gerânio e pra minha surpresa: jasmim!
É uma planta de arbusto que pode crescer até 10 metros então é bom ter um vaso bem grande ou espaço com pelo menos 4 hrs de sol. Suas flores são uma loucura de tão cheirosas! E por R$5 você pode chamar de seu!




E graças aos céus, horta virou moda, tendência hype , então também tem vários temperos, a uma média de R$2. Também dá pra encontrar vasos e outros acessórios.





O que nos fez voltar lá foram as arvores fruríferas - nós compramos um pé de jabuticaba e voltamos pra comprar um pé de uva. Só que quando voltamos pra buscar, já não tinha mais....



Mas aí que está a grande vantagem de comprar nessa feira do verde, pois quem vende  é o próprio agricultor e você pode tirar todas as dúvidas com eles... tem umas senhorinhas japonesas muito fofas!

Voltando ao pé de uva que não era pra ser nosso, o horticultor disse que videiras não conseguem se desenvolver muito bem nessa época do ano, a melhor época pra plantar e fazer prosperar é entre setembro e outubro. Se fossemos plantar agora era capaz de perdermos o pé - então essa é outra dica que dou: pergunte mesmo, pergunte tudo pra eles, melhor que o próprio horticultor não há. Se nõ fosse isso, perderíamos $60 no pé de uva , já produzindo.

E outra dica é: gostou da planta, tirou todas as suas dúvidas e resolveu dar um lar pra ela, compra logo porque somem, depois de três horas o pé de uva não estava mais lá... ... não invente de dar uma voltinha na feira de artesanato, deixe pago e peça pra guardar e pegar depois da feira de artesanato, como também é melhor ir cedo, justamente por conta da disponibilidade, as vezes só tem uma muda da árvore.

Ah algumas barracas aceitam cartões de débito e crédito, mesmo porque árvores não são baratas, algumas passam dos R100.
E de novo, vai a dica: calçados confortáveis! Vira e mexe vejo mulheres com trajes estilosos e de salto - mas te garanto que andar nos paralelepidos das ruas e ladeiras não é nada agradável. Chapéu é outra dica boa, marido esqueceu e ganhou uma queimadura no pescoço, é muito quente no verão.

Pra quem é da grande SP vale o passeio, se chegar cedo dá pra encontrar vagas nas ruas ou se preferir o estacionamento aos domingos sai a $20. Fica a 30 minutos da capital indo pela Régis



25 de março de 2013

As utilidades de um chapéu...

... e a estranha falta de costume dos brasileiros.

Por aqui eu sou conhecida como aloka dos chapéus, já devo ter uns 12, entre os de sol e de cidade.
Ontem como foi meu aniversário, fomos para Embu dar um passeio e aproveitar para me dar um modelo que sonhava há 5 anos quando desembarquei em Búzios e dei de cara com um chapéu Panamá, lindo de forma perfeita, só tinha um defeito: ser uma facada! R$350 em um chapéu até pra mim  que sou apaixonada era demais!

Em Embu das Artes - a 30km da capital paulistana tem uma lojinha muito simpática de chapéus de vários tipos, daí encontrei um Panamá original produzido no Equador (YAY!)- ok é estranho ser 'original do Equador', mas apesar do nome, a origem do chapéu é de lá, se quiser saber mais sobre o chapéu, clica aqui.



Além disso ele também é cruelty free, porque é produzido com a palha de uma planta equatoriana chamada Carludovica palmata e é trançado artesanalmente.

Mas voltando ao inicio do texto... os chapéus de modo geral é um costume não difundido ainda no Brasil, a não ser na praia. Faz pouco tempo que  as grandes lojas de departamento e grifes passaram a comercializar. É muito mais visto em cabeças de famosos e alguns poucos descolados.

E num país tropical a proteção que o chapéu oferece é recomendado pelos dermatologistas, nesse caso só vejo alguns velhos cablocos usando em cidades do interior ou as vovózinhas nipônicas batendo perna no bairro da Liberdade em  SP.

No Rio que é mais quente ainda, chapéu é visto como coisa de turista gringo (e realmente os gringos super branquelos usam para se proteger do sol), deveria ser um hábito saudável, antes mesmo de ser um acessório fashion. Usei o meu no Cristo Redentor - e eu com essa cara nipônica, junto com marido também de chapéu...  ...começaram a falar em inglês com a gente achando que éramos do Japão shuashuashua...

Mas enfim, segue uma lista de coisas úteis (e outras nem tanto rs...) que um chapéu pode fazer:
- Te proteger do sol, na praia e na cidade
- Proteger os iniciados na calvície e os já calvos de ter uma insolação.
- Proteger a tintura (de henna please) do desbotamento.
- Proteger seus fios do sereno ou garoinha chata e chegar onde quiser sem parecer que levou um choque.
- Te proteger do frio polar que as vezes faz aqui em Sampa ou em cidades do sul, evitando que suas orelhas congelem.
- Usar chapéu e óculos escuros quando não quer ser reconhecido (shuashuashua, já fiz bastante)
- Complementar o look

E sim, uso na praia como proteção obrigatória mas também uso na cidade quando está um sol de rachar, quando está garoando, quando está frio e exceto na Liberdade que tem as vovózinhas e fashionistas usando os seus e também em Embu das Artes, onde turistas gringos se misturam com fashionistas, em outros bairros ainda acham que sou turista haha.

E você é adepta dos chapéus?! Pelo menos na praia deveria!

   Observação:  
Caso você esteja acessando o blog via tablet ou celular, é necessário usar a 'visualização versão web' para que seu comentário seja postado via Disqus e assim respondido.



nas compras no site da Aromalife! Clique e acesse!

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | free samples without surveys