BELEZA SEM CIGARRO

[Diário] Parando de fumar semana 1. Clique na imagem para ler os post do diário.

Store Cosméticos e Cia

Encontre produtos 100% naturais e orgânicos: Cosméticos, maquiagem.


Cupom válido durante todo ano de 2017 - clique e acesse!
Mostrando postagens com marcador Auto conhecimento. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Auto conhecimento. Mostrar todas as postagens

18 de julho de 2016

Do sumiço e da aceitação das coisas


Estou voltando ao blog e para reinício, uma explicação para o que aconteceu, que pode ser uma luz pra você que está em processos, mesmo porque principalmente pra quem é Índigo as energias de transformação planetárias estão muito intensas...

+leia também: Aromaterapia | Bergamota  para facilitar a aceitação em pessoas Índigo

Quando comecei com este blog há mais de 5 anos, meu intuito era partilhar as informações que eu encontrava, porque naquela época não havia absolutamente nada aqui no Brasil -os sites das marcas não colocavam a composição que era a única certeza de comprar um produto orgânico de fato - comprei muita coisa na fé e muita coisa foi greenwash, propaganda enganosa
Graças à querida Heglaé do Mocinha Kawaii este mundo se abriu pra mim, e sou muito grata à ela, pois a partir dela pude conhecer outro blog que confio o Tantas Plantas da querida Michele, outra a quem devo muita gratidão.
Até que no começo do ano, as caixas com produtos enviados pra resenha aqui no blog pararam de me empolgar.
( um adendo deve ser feito: jamais escrevi pra nenhuma marca pedindo o envio, muito pelo contrário, estas pessoas confiaram no trabalho que venho feito aqui e principalmente no grupo do FB, clica aqui, orientando as pessoas quanto a uso e indicações. Álias até agradeço por isso pois eu não teria condições de comprar tantos produtos, embora muita coisa mostrada aqui comprei mesmo e gostei tanto que escrevi aqui. )

E no começo do ano, tive uma crise renal, uma pedra no rim, causada pelo excesso de medicação pra fibromialgia (sim, infelizmente eu preciso tomar principalmente quando estou em cursos / treinamento ou saio para comprar ingredientes pra fazer meus produtos de limpeza) e pelo excesso de queijo na transição para o vegetariano.
Mas como acredito que toda doença ou disfunção existe um componente emocional ou um emaranhado a ser resolvido, a pedra no rim continha uma energia a ser trabalhada em Constelação familiar, falei aqui o que é e onde faço.

Voltando às caixas com produtos, a não empolgação veio de uma distimia - uma das variantes de depressão com requintes de mau humor, aliadas à crises de dor homéricas da fibromialgia.
E foi o principal alerta: aquilo que eu gostava de fazer, já não empolgava, na verdade absolutamente tudo que gostava já não fazia mais sentido!
Então finalmente tomei a decisão de fazer um período sabático pois sim, como aromaerapeuta e terapeuta holística sabia que um quadro assim, há sempre um aprendizado por trás.

Mesmo com vontade de ficar enfiada na cama o dia inteiro devido ao desânimo, mau humor  e dor generalizada da fibro, continuei no grupo de Constelação familiar e autoconhecimento, porque sim - somente o autoconhecimento promove a transformação, portanto não havia espaço para outras coisas além de cuidar de mim e minha nerdice generalizada em estudar meios de cura, que álias estou estudando Florais agora porque usei em mim e tem dado resultados excelentes, álias, tudo que digo aqui no blog, eu testei e estudei por muito tempo, antes de soltar informação sem nenhum embasamento.

E juntamente com os processos do meu movimento em direção ao minimalismo, que venho contando nesta tag aqui. Que também entendi ser um processo, não adianta se livrar de tudo de uma vez pois as vezes você não está pronto pra abrir mão, muita coisa servia como âncora aqui no planeta Terra, principalmente se você é Índigo, com dosha Vata predominante e ainda te falta o elemento terra no mapa astral. Álias já fazem 3 anos que estou despachando coisas...

+leia também: Ayurveda | descubra as caracteristica doseu dosha predominante

Na verdade foi um processo bem complicado, nunca fiz uma desconstrução tão grande como essa...e sinto muito em te dizer mas trilhar o caminho do autoconhecimento e cura não é fácil, dói, incomoda - eu brinco lá no grupo que é como descascar cebolas rs...,você pega uma questão e vai descascando camada por camada: arde os olhos, chora, incomoda, cansa, dá preguiça...

 ...e há que se ter muita disposição e algum dinheiro, mesmo porque, não são muito baratos estes meios de cura. Funcionam?! Sim, mas há que se ter paciência para atuarem no organismo  - eu atualmente estou nos florais e aromaterapia pra apoiar meu processo de autoconhecimento.



E depois de algum tempo x alguns florais x vários óleos essenciais, finalmente encontrei meu dharma, que é ser terapeuta holística, minha coach da Constelação e minha falecida terapeuta floral já tinham dito do meu dom pra cura, só que há 5/6 anos atrás eu ri alto: cumassim?! Eu toda torta terapeutizar alguém?!
E se tivesse feito meu mapa astral, que também consta meu dom pra ser terapeuta, naquela época também não acreditaria. Portanto mais uma lição aqui: o  que sua terapeuta te diz pode não fazer sentido na hora, mas convém anotar, pois tem coisas que você só entende muito tempo depois! Até o perdão é um caminho a ser trilhado, você sabe que precisa mas ainda não consegue...

Atualmente saí da depressão distimica, tenho pelo menos 2000 coisas a menos em casa e pelo menos recuperei o ânimo pra vir aqui escrever...

+Leia também: Minhas leituras| A mágica da arrumação, - Marie Kondo


... e finalmente tive coragem pra assumir a fibromialgia aqui com todas as letras, me dei o direito de estar doente e tirar um tempo pra mim. Sou japa, tenho um nível de cobrança e rigidez de um samurai! Que com muito trabalho interno e ferramentas de cura aprendi a ser mais flexível...

Também fiz as pazes com a idéia de ter um gato, que também só foi possível depois destes vários anos de trabalho em autoconhecimento, olha que linda a Shanti:




Porquê estou me expondo tanto?! Porque a experiência e os processos de outras pessoas me ajudaram tanto, pode ser que venha um luz, um insight pra você... ... além de ter dom de terapeuta... que assim como foi dificil pra mim aceitar ser Índigo numa família extremamente racional e materialista, pode ser difícil pra você também... e sim, fibromialgia acontece muito em pessoas Índigo...

IMPORTANTE:  este blog não receita fórmulas de aromaterapia para fibromialgia e outros processos, é preciso avaliar todo o quadro para determinar quais óleos essenciais podem ser usados com segurança, para não agravar outros sintomas e não haver interações medicamentosas.
Caso queira uma consulta, entre em contato aqui.


8 de dezembro de 2015

O que é Constelação familiar sistêmica ?!

Eu sempre falo de Constelação Familiar  aqui e nas redes sociais  mas nunca consegui explicar o que é exatamente, porque é uma coisa bem dificil de se fazer entender... só  estando num workshop pra saber a dimensão real.
(até que uma matéria na revista Bons Fluídos explicou lindamente, vai me ajudar a te explicar melhor- gratidão!) ...
Senta aí que o causo é longo rs... não dá pra falar em poucas linhas rs...

Sabe aquela situação que se repete sempre, as vezes por anos a fio?!  A gente cai  na mesma armadilha como se algo cutucasse aquele ponto dolorido,
As vivências que nos  trouxeram grande sofrimento mas  naquele momento não havia condições de lidar com aquilo, são esquecidas temporariamente - mas continuam no arquivo inconsciente.
Sempre que um acontecimento se parecer com esta memória, o conteúdo transborda, lembrando que aquilo continua vivo e atuante.

E isso continua e continua... até que a pessoa se toque que precisa trabalhar aquilo... e a melhor maneira de desatar um enrosco é iluminando  nossas sombras em alguma terapia.




A técnica criada por Bert Hellinger consiste em posicionar representantes  numa determinada configuração e assim tornar claro o enrosco, que chamamos de emaranhados - são estes que determinam nossas vidas.Com a constelação é possível desfazer estes nós.
Segundo Hellinger esses emaranhamentos acontecem por  transgredirmos três regras básicas dos relacionamentos humanos e assim bagunçamos as Ordens do amor:
(amor no sentido Universal e divino, não romântico viu?!)

- Pertencer: Todos os membros da família  tem o mesmo direito de pertencer
(ao invés de evitar convívio com aqueles que não combinam - as ovelhas negras, drogados, alcólatras e até filhos abortados tem direito de pertencer)

- Hierarquia: Existe uma hierarquia atemporal, pais sempre são maiores que os filhos, inclusive na velhice.

- Dar e receber: 
Há a necessidade do equilibrio entre o dar e o receber nas relações, com excessão da relação pais e filhos, quando os pais sempre dão e os filhos recebem.
(Vale pór ex para casal que deve receber e doar igualmente)

E sim, emaranhados assim acontecem em todas as famílias, se na sua não,pode ser que tenha sido na família dos teus avós.
Então devemos encarar estes emaranhados, trazer à luz  e reconfigurar conforme as Ordens do Amor- este  é o objetivo da Constelação.

Como funciona a terapia de Constelação familiar?!

Um terapeuta conduz a questão/história do cliente num workshop, onde várias pessoas interessadas estão presentes.

O cliente conta a questão e o terapeuta faz as perguntas que acha necessário e  assim pede para que
 escolha  entre os presentes aquele que irá representá-lo e outros para os familiares . O cliente posiciona os representantes e passa a observar  o que acontece.


Constelação familiar em grupo coordenada por Alex Possato

Os representantes se movem conforme a energia que o sistema do cliente trouxe e conforme os movimentos dos representantes, o terapeuta faz perguntas como: 'o que acontece aqui?'  - e respondem como se sentem: se querem fazer  outro movimento, se sentem dor em alguma parte do corpo, o que quer fazer com o outro representante (abraçar, xingar, bater...).

Minha melhor explicação de um trabalho de Constelação é que parece um teatro da sua família ali no centro da sala.

Na  primeira vez, você se pergunta  como o representante atua exatamente como o familiar do cliente, até fui acusada de contar para o grupo o emaranhado da amiga (não contei...viu?!), pois ficou de queixo caído ao ver que o representante falava e tinha os mesmos trejeitos do marido, que eu só conhecia de vista-   é impressionante!

E geralmente as pessoas não se conhecem fora dali ,às vezes entram um dos avós na Constelação do cliente...então é impossivel mesmo ter adivinhado rs...

De acordo com Hellinguer , um acontecimento na vida de uma pessoa afeta todos daquela família (somos todos Um!).  As dificuldades, assim como os talentos se refletem  no outro.
Por exemplo - você ter fracassado nos negócios assim como seu avô. Por amor a ele você também fracassou - é como assumir o fardo por ele.
Tendemos a fazer pactos com nossos antepassados, a gente se identifica com as mesmas dores, tentamos pagar por elas - daí vem os comportamentos destrutivos. Bem como tentar compensar as culpas.
Exemplo disso é um filho se responsabilizar pela tristeza da mãe e se cobra a resposta, quando não cabe a ele.
Estes casos  acima estão fora de ordem, existe um emaranhado... então durante a constelação, o terapeuta pede para que o cliente repita frases de correção ou cura:
Ao fazer esta entrega o sistema se equilibra.
Existem também casos de papéis invertidos na relação pais x filhos, é até comum, quem nunca viu uma filha cuidar e orientar a mãe (oi?! rs...), há uma desordem na hierarquia. Quando isso aparece na constelação, o terapeuta pede para o cliente sentar  para que fique menor que a mãe  e tomar seu devido lugar  na família.

Após as frases, a sensação de leveza e harmonia é surpreendente, e o cliente é chamado para tomar seu lugar na constelação para sentir o sistema harmonizado e incorporar a energia de cura
A grande maioria dos trabalhos acaba com o cliente muito  aliviado e contente, com uma sensação de gratidão mesmo, sabe?!


Há casos em que o pai não recebeu da própria mãe o que ele gostaria, assim colocou a filha no lugar dela.
A filha por sua vez acabou fazendo por ele e dando tudo o que ele não teve. Ao constelar, a filha pôde assumir seu papel na hierarquia e criou consciência de que não deveria mais atender as solicitações do pai.
Assim a vida se apresentou mais leve e este papel foi desaparecendo aos poucos.

Importante dizer que não é instântaneo  nem mágico- é preciso deixar o sistema agir, o que acontece dentro de  um mês ou vários. Segundo Hellinger, o sistema continua agindo por até três anos.  Assim como processar as informações levantadas no trabalho, caso queira constelar outra questão , é bom aguardar cerca de um mês.

Ao se mostrar as dificuldades dos familiares e antepassados e entender que só agiram assim pois não sabiam fazer diferente ou não receberam o suficiente, começamos a sentir piedade e a partir disso a aceitação dos fatos.
Assim podemos resgatar e fazer as pazes com o sistema familiar.

Em um workshop - você pode constelar a questão ou participar do grupo, se colocando à disposição do sistema, como representante se quiser.
É um trabalho lindo porque as questões dos clientes acabam reverberando e mesmo que você só participe - atuando  ou só observando, também se beneficia da cura proporcionada.
(Porque a questão do outro pode ter a ver com um avô, tio... vai saber...)
Mais uma vez, somos todos Um. É mais comum do que se imagina, nos quatro anos que estou no curso, um sempre pegava carona na fala do outro e assim todos se beneficiavam do trabalho.
(obs: a formação de terapeuta de Constelação é em um ano , é que o grupo gostou tanto do trabalho que pedimos extensões rs...)



Existe o trabalho individual, geralmente feito com bonecos Playmobil. Já fiz mas eu prefiro o workshop porque tem mais emoção kkkk, é intenso, bombástico, pois dá pra ver a encenação do sistema familiar.

O que pode ser  trabalhado através da Constelação?!

Qualquer assunto que você não consiga resolver com o tempo, o que se arrasta por anos a fio:
- relacionamentos familiares : pais x filhos, problemas entre irmãos
- relacionamentos conjugais
- instabilidade emocional : por exemplo compulsões
- doenças diversas, crônicas
- dificuldades financeiras
- problemas no trabalho



Caso queira saber mais sobre Constelação familiar  recomendo a leitura do livro Ordens do amor de Bert Hellinger.  Mostra o  caminho do autoconhecimento, onde a compreensão libertadora e saneadora nasce da observação das complexidades do sistema familiar. A partir desse momento, torna-se claro que muitas crises e enfermidade começam a desenvolver-se nos casos em que a pessoa ama sem conhecer as Ordens do Amor. O conhecimento dessas ordens converte-se, portanto, no ponto de partida para a solução e a cura.
Por R$43 no Submarino, clica aqui

Onde encontrar terapeutas/ facilitadores de Constelação familiar

Conheço muito bem e indico o trabalho da Prem Sadhvi
 - fanpage aqui e blog com o calendário de workshops aqui.

Também recomendo o trabalho do Alex Possato:
- fanpage aqui e blog que recomendo a leitura se você está em busca de autoconhecimento , clica aqui.

Ambos em SP- capital.
Para outras cidades, por favor se você conhece algum terapeuta, me diga para poder indicar aos leitores.

Caso queira ler outro ótimo texto com relatos de mudanças positivas através da Constelação - clica aqui

fontes: Revista Bons Fluidos | Apostila do curso de Constelação | Experiências durantes os anos de treinamento

7 de junho de 2015

Pintando mandalas

Este livro de colorir foi irresistível pra mim, pegou uma das minhas vertentes espirituais, juntou hinduísmo com budismo e frases iluminadas, pronto - tive que levar pra casa rs.


Resisti muito a comprar um livro de colorir, mesmo porque mandalas podem ser baixadas de graça na net, e era o que fazia há muito tempo, pinto mandalas desde que descobri seu potencial terapêutico na minha jornada de cura e autoconhecimento, só tem dez anos isso rs... a diferença é que hoje pinto diariamente, seja mandala ou um cenário, tem me feito muito bem, depois conto!


O que é uma mandala?!
Mandala é uma palavra em sânscrito que pode significar 'circulo' , 'roda' ou 'totalidade'

No hinduismo, uma Mandala determina um espaço sagrado central desenhada ou pintada, figura como suporte para meditação. Na tradição budista tibetana, os lamas consideram as Mandalas como sendo uma imagem interior, representante da situação interior que, estando perturbada, busca auto cura espontaneamente.
 Reunião de tudo o que existe. Coloridas, geométricas ou cheias de desenhos sagrados ou básicos. Construídas com base em inúmeras cores, materiais, flores ou areia.

São centros de energia que visam equilibrar, purificar e transmutar o mundo externo e interno. Mágicas e enigmáticas atraem facilmente quem está num movimento de autoconhecimento e cura ou quem se atrai pelo hinduismo ou budismo.


Promovem um estado meditativo ou introspectivo e podem ser pintadas por crianças e até idosos idade. As Mandalas estimulam a mente e também concentração, quando se busca equilibrar as emoções, pensamentos e até os aspectos que se estendem ao campo físico humano. Assim é uma boa ferramenta para processos de cura.

Carl Gustav Jung  estudou as Mandalas e as viu como uma figura  relativa a integração e a plenitude psíquica, voltando ao esforço natural de auto cura. Deste modo, pintar Mandalas servem como seu espelho, vale como um registro, uma foto do seu estado emocional e da sua atuação, seu jeito de ser no mundo e da sua maneira de vivenciar suas experiências - quem aí não gostou ou quis desistir de pintar um desenho porque não estava do jeito que queria?!  Pois é, do que você não gosta em você?!


Os desenhos podem ser simples ou complexos, elementos da natureza ou divindades. O próprio processo de colorir a Mandala já nos traz um estado de meditação, a escolha das cores, do significado, como distribuir cada cor nos espaços e ao final a contemplação do trabalho depois de pronto.



Lápis aquarelável Faber Castell, Giz aquarelável Caran D'ache , Aquabrush Sakura


Mandalas já são utilizadas em alguns países, na pediatria, concluiu-se que o trabalho ajuda no momento de felicidade e relaxamento da criança internada. Terapeuticamente ajuda a alcançar o equilíbrio emocional, desenvolvimento intuitivo e paz interna. Através do centramento, da atenção focada em pintar, esquecemos por hora das dificuldades e problemas.
Sua pintura, ajuda também nos processo de crescimento pessoal e espiritual.

Em alguns povoados, mandalas são desenhadas na porta das casas para que olhando para sua beleza, as pessoas foquem no belo e no bom, evitando inveja ou más energias.

Já existem workshops voltados para a pintura de mandalas e eu intuitivamente usei os sprays do kit  equilibrio da SS aromaterapia, falei aqui, mais tarde descobri que a Solange, a aromaterapeuta responsável da SS ministra workshops em SP, vide aqui*.


Euzinha aqui com a mente Vata ligada no 380v, com síndrome da mente macaca, descobri minha forma preferida de meditar. Eu não consigo ficar muito tempo na meditação tradicional, já na pintura, consigo 30 minutos ou mais, uso o spray tranquilidade e vou... tem dias que não consigo mesmo, vou arrumar  uma baguncinha, levo o copo pra cozinha... nessas horas vou de óleo essencial: sândalo, cedro, jatamansi ou o que me apetecer, não existe uma regra, deixa a intuição te levar, nosso corpo é sábio e sempre mostra sinais, experimente!

Os benefícios trazidos pela pintura de mandala são:

- Ativação de energia positiva
- Cromoterapia
- Meditação ativa
- Equilíbrio espiritual
- Cultivo de serenidade
- Ajuda a desenvolver a auto estima pela expressão da criatividade
- Desenvolver outras formas de expressão
- Expandir o autoconhecimento e imaginação
- Descobrir aptidões
- Aprimora o raciocínio
- Efeito calmante: relaxamento físico e mental;
- Aumento da concentração; Direciona as ações, levando ao centramento
- Leva o contato com a própria essência, expandindo a consciência;
- Cultiva a paciência e a tolerar a frustação;
- Descobrir novas formas de ver o mundo exterior, assim promove uma melhoria nas relações interpessoais.
- Filtrante de mensagens agressivas que chegam, promove  respostas mais centradas e tranquilas.
- Trabalha o hemisfério direito do cérebro, o que é muito bom se sua mão dominante é destra.

Que tal pintar a mandala abaixo?!
Segue algumas dicas:
- Prepare um cantinho confortável com boa iluminação  e onde você possa estar só por algumas horas
- Se quiser use óleos essenciais para meditação em um queimador a vela para tornar a experiência mais agradável. Algumas sugestões: laranja, lemongrass, lavanda, mirra, sândalo, cedro ou algum aromaspray que goste.
- Ouça uma música se quiser

Aqui vão duas vertentes para trabalhar a pintura da Mandala:
1 -Siga o que seu sentir te diz, não racionalize, não explique. Pinte conforme sua intuição, olhe as cores e use a que mais te agradar.
- Se vier pensamentos, apenas perceba e nunca  brigue com eles, sinta o que veio à tona emocionalmente enquanto pintava um detalhe ou quando usou determinada cor.  Eu gosto de anotar para analisar junto com a pintura final da mandala.
Ao  final contemple a pintura , pode dar um nome à Mandala. Por exemplo o nome da emoção que te veio ou um mantra

 2- Você pode iniciar a pintura partindo de uma emoção, por exemplo Alegria
ou um mantra que pode ser hindu ou até uma afirmação, que na verdade é um mantra. Por exemplo:
"Om Sri Ganeshaya Namah"- que resgata o amor próprio. Gosto de escrever mantras porque a escrita tem uma força própria, então é bacana trabalhar as cores com o que te vier a respeito do tema. Para o amor próprio bergamota é linda pois também atua no chakra cardíaco, anis para  trabalhar amor incondicional.



Nestas duas experiências, principalmente se utilizados óleos essenciais puros no difusor, podem vir insights ou provocar catarse, por exemplo vontade de chorar. Se quiser chorar chore, ão se reprima!
Anote o que surgir emocionalmente e também sua  observação sobre o desenho pronto, mesmo se não fizer sentido, anote, a resposta pode vir mais pra frente.
Já tem o hábito de pintar mandalas ou mesmo colorir outros livros?!

*A citação da marca SS aromaterapia foi de livre e espontânea vontade sem qualquer remuneração recebida.

31 de dezembro de 2013

E um feliz 2014!

O ano de 2013 provavelmente foi um dos mais desafiadores em termos emocionais, Saturno reinando fez o lodo do fundo do aquário subir e não podia mais deixar de ver, a bagunça estava escancarada, clamando por uma faxina... (e aposto e ganho que foi assim pra muita gente...)
... houve momentos que quis fugir, momentos que chorei, me fechei na concha, compensei em tranqueiras, nada a ver com a proposta do blog - mas sou humana e me dou o direito de fazer isso, acho que o importante é notar, ter consciência de que 'opa, volta pro teu rumo, larga as tranqueiras...'

Mas mais importante em todo esse processo, é essa reflexão que recebi num cartão de natal e que com certeza serve pra todos nós:

clica que amplia

Fico feliz que muitas dessas reflexões foram minha realidade durante este ano... claro, não consegui alcançar toda a humanidade (e nem tenho essa pretensão...) e alguns ideais ficaram pendentes, porém sou grata por ter mais um ano pra continuar conquistando ...
...enfim, estou nesta jornada e a minha mensagem é: este é um trabalho continuo, que jamais deve deixar de ser feito...

Que em em 2014 você tenha humildade pra reconhecer os erros, forças para conquistar seus ideais, um coração amoroso o bastante para perdoar a si mesmo e ao próximo, paciência para esperar o tempo de Deus que é diferente do nosso... e saúde pra sustentar tudo isso...

E se precisar, peça ajuda... aceita ajuda de uma terapia por exemplo... somente olhando para nossas sombras, nossos defeitos e procurando corrigi-los, sendo pessoas melhores para nós mesmos, se cada um fizer isso , só assim o mundo será um lugar melhor... Leia mais livros de autoconhecimento, que inspiram...

 Muitas dessas conquistas foram frutos de um trabalho árduo, nada confortável e facinho.... em terapia, levando uns tabefes as vezes... mas acredito que Deus é tão bom e misericordioso que coloca ao nosso serviço estes anjos que te acompanham nessa jornada, os florais, a aromaterapia... que não me canso de agradecer: se consegui alguma coisa foi graças a ajuda deles... também me agradeço, pois mesmo sendo dificil, dolorido, ter tido vontade de ficar na concha, tive força pra prosseguir... e assim é o processo: sem teu esforço e vontade, nenhuma terapia, nenhum óleo essencial ou floral faz mágica, você precisa querer acima de tudo!

E esta é uma coisa que deveríamos fazer mais: nos tratar com mais gentileza, reconhecer seus esforços, as vezes é preciso um puxãozinho de orelha mas ficar se menosprezando a todo instante só piora as coisas, tenha sabedoria para se acolher e dar uma bronquinha de vez em quando... Se já tivessemos concluido todo o trabalho da nossa existência, já estariamos tocando harpa numa nuvem rs...

Deixo também uma música que transmite exatamente isso que estou tentando te dizer:




E que venha 2014! Estou pronta pra continuar a reflexão e as mudanças que ainda preciso fazer, como diz a música 'é por isso que estou começando comigo'... E que você também possa ser a mudança que deseja ver no mundo!

31 de março de 2013

Caminho das Indias | Sri Prem Baba

Atualmente não tenho uma religião que posso dizer que sigo e frequento, o que faço é trabalhar o auto-conhecimento e a espiritualidade.
Fui batizada católica, casei em uma cerimônia budista realizada por um oficiante  da Seichô-no-Iê (tá curiosa?! Leia lá no Yummy Tips - clica aqui), segui e sigo os ensinamentos da Seichô-no-Iê, tomo passe em centro espirita kardecista, tenho como guia espiritual nada menos que Kuan Yin (uma dos sete mestres ascencionados) e fui parar num curso de auto-conhecimento e Constelação familiar sistêmica, cuja coacher tem como guru o Prem Baba (inclusive ela está com ele lá na Índia em mais um retiro de auto conhecimento...). Logo, posso dizer que sou discipula indireta de Prem Baba.

Sim, sou eclética - e antes que digam que é errado fazer essa miscelânia, te digo que mais errado é julgar, e como o próprio Jesus diz na Bíblia:'Por que é que você olha o cisco que está no olho do seu irmão e não vê o pedaço de madeira que está no seu próprio olho'

Enfim, hoje é Páscoa e claro, todos lembram do sofrimento ,crucificação  e Ressureição de Cristo... mas acho que mais importante do que comer bacalhau e ganhar ovos de chocolate superfaturados é se lembrar de seus ensinamentos.


E de certa forma Janderson Fernandes de Oliveira, um paulistano -ensina a espiritualidade e a religação (religião em latim = religare) com a espiritualidade. Independente de ser Sidarta Gautama - mais conhecido como Buda, Jesus Cristo, Dalai Lama... ou mesmo Prem Baba, o mais importante é essa religação com a espiritualidade que todos estes homens iluminados passam para a humanidade.

Janderson com aproximadamente 14 anos de idade, começou a praticar Yoga e buscava técnicas de desenvolvimento dos poderes da mente.

Nessa época, ele ouviu pela primeira vez um bhajan (canção devocional em sânscrito) indiano em louvor à Sita e Ram. Aquelas palavras ecoaram profundamente até que uma voz interior lhe disse: “Quando você completar 33 anos vá para Rishikesh, na Índia.

Se formou em psicologia, passou por várias religiões desde o Catolicismo, o Evangelismo, o Budismo e o Kardecismo, entre muitas outras, até a Umbanda e o Candomblé.

Mais tarde, buscou autoconhecimento através das terapias de Buda , do mestre indiano Osho e acabou se transformando num facilitador desse trabalho. Em seguida, fundou o Corpo e Consciência – Centro de Terapias e Meditação, onde oferecia grupos de estudo do Pathwork , terapia primal, renascimento, sessões de terapia individual, etc.

Com tudo isso, Janderson se tornou um professor espiritual que orientava centenas de pessoas e tinha vários seguidores. Porém,  carregava a angústia causada pela consciência da hipocrisia de estar transmitindo um conhecimento emprestado. Como alguém que não se iluminou poderia falar sobre iluminação? Ele sabia que era apenas mais um cego guiando muitos outros cegos.

Seu sofrimento foi crescendo na medida em que suas tentativas de encontrar respostas eram frustradas, pois não tinha um mestre vivo para orientá-lo. Quando estava perto do ápice da sua crise existencial, recebeu, através da graça, um presente: A visão de um velho de longas barbas brancas, nos Himalayas que dizia assim: “Ao fazer 33 anos, venha para a Índia, para Rishikesh.” Imediatamente ele relembrou da mensagem que havia recebido quando era adolescente.

Nessa época, Janderson estava noivo. Então, decidiu casar-se e passar a lua de mel na Índia. Lá, fez turismo e visitou mestres iluminados, mas não sentiu absolutamente nada. No caminho em direção a Rishikesh, conta que foi envolto por uma luz clara que lhe trouxe uma canção e muita paz. Isso fez sentir que estava no caminho certo.

Passou por vários iluminados, mestres indianos e gurus.Conta que, durante uma profunda meditação na qual sentia estar indo de encontro a Jesus Cristo, ao abrir os olhos, viu um indiano de cabelos black power, vestindo uma túnica laranja. Ficou impressionado, pois não tinha nenhuma conexão com esse mestre até então.

 A partir desse dia, Prem Baba passou ter muitas visões com Sai Baba e compreendeu que se tratava de um chamado para visitá-lo. Então, ao chegar no ashram de Sai Baba , foi tomado por uma intensa experiência mística e conectou seu coração com o dele. Passou a visitá-lo todos os anos.
Em todas as suas visitas, Sai Baba o abençoava: em meio a dezenas de milhares de pessoas, ele parava na sua frente e acenava com a mão direita para abençoá-lo. Prem Baba o reverencia e agradece por ter recebido muita inspiração para a criação do método chamado “Caminho do Coração” e também do “ABC da Espiritualidade.

"As pessoas vinham para o retiro espiritual ainda com muitas questões ligadas à criança ferida e eu tinha que transformar o retiro num trabalho de cura. Eu vi que os processos terapêuticos que estávamos oferecendo não estavam sendo suficientes. Faltava algo prático que ajudasse o buscador a lidar com os sentimentos reprimidos e auxiliasse na purificação e ajudasse no trabalho de ativação de consciência maior"
 Foi quando surgiu inspiração de fazer o ABC da Espiritualidade, uma das principais ferramentas d´O Caminho do Coração; um trabalho de purificação e transformação do ‘eu’ inferior”


A flor do dia- postada diariamente no Facebook, que é um trecho de um Satsang que significa proximidade estreita com a verdade
Foi durante um famoso festival hindu, o Mahashivaratri- em 2002, que Janderson se tornou Prem Baba e a sua busca se completou. Todos os anos, seus devotos fazem uma comemoração durante este dia.
Sri Prem Baba significa “encarnação do amor divino”.

Em 2010, foi construído o Yoga Hall, onde Prem Baba atualmente recebe centenas de pessoas diariamente para seus satsangs.

O sítio em Nazaré Paulista (São Paulo, Brasil), onde Prem Baba oferecia retiros espirituais entre outros trabalhos terapêuticos, transformou-se no Sachcha Mission Ashram.
Hoje Prem Baba vive em São Paulo, mas realiza seu trabalho em diversos lugares do mundo onde tem muitos devotos. Seus principais sanghas (grupos de estudantes) estão na Argentina, Hawai, Estados Unidos, Espanha, Holanda, entre outros.

------------------------------
Enfim, eu ainda devo estar no primário da espiritualidade, perto da minha coacher/sensei e há anos luz da iluminação de Prem Baba - mas estou neste caminho, e se hoje sou uma pessoa melhor do que era há dois anos atrás quando caí de páraquedas no curso de Constelação, foi graças a força espiritual e sabedoria que minha coacher tem e essa sabedoria veio de vários mestres (não muito diferente do Prem Baba)  mas com certeza a maior influência sem dúvida é do Sri Prem Baba.

É claro que ainda tenho meus defeitos, ainda preciso olhar para muitas coisas do meu sistema familiar, curar algumas dores de infância, se já estivesse em um alto grau  com certeza já estaria tocando harpa numa nuvem rs...este é um processo e cada um está em um degrau dessa escalada e não tem nada de errado nisso...

Mas sem dúvida, mesmo não sendo díscipula direta de Prem Baba, a Flor do dia me ajuda muito, tem vezes que a verdade contida ali reverbera tão forte em mim que fico pasma... até já cheguei a quebrar um copo de tão pasma que fiquei com a mensagem.
Tem dias que a Flor do dia diz exatamente aquilo que estava precisando ouvir/enxergar. Álias a flor do dia é a primeira coisa que vejo quando acordo e tomo um copo d'agua em jejum e abro o Facebook rs...

No site do Prem Baba tem os satsangs completos -clica aqui.
Se você se interessou e quer ler a Flor do dia, postada diarimente no Facebook, clica aqui.

Você pode querer ler:
Sobre Khrisna Das
Um homem chamado amor
(entrevista com Prem Baba no site Jornal de hoje)

   Observação:   
Caso você esteja acessando o blog via tablet ou celular, é necessário usar a 'visualização versão web' para que seu comentário seja postado via Disqus e assim respondido.

3 de junho de 2012

À mestra com carinho - uma caixa recheada de carinho

Essa semana foi aniversário da coacher do curso de auto conhecimento, a quem posso chamar de mestra com toda certeza.
Ela é uma pessoa iluminada, daquelas que acendem dezenas de outras velas (pessoas) e que me ilumina a cada dia no curso.
Mas o que se dá a uma pessoa assim, que vai até pra India em retiro pra se aperfeiçoar cada vez mais?! Que o amor, não no sentido homem x mulher mas amor incondicional está na aura?!

Eu tinha aqui uns sabonetes da Sachi (<-clica) 100% naturais, que também representam amor as pessoas que usam, pelo cuidado com que são feitos, pela escolha dos ingredientes e por respeitar a natureza já que não poluem... é também outra forma de amor- à mãe natureza.
Pra acompanhar, escolhi um caderninho com a capa feita de papel reciclado:



O sabonete Andiroba Citrus com seus óleos essenciais e pelo cheiro maravilhoso que  tem:
- Óleo essencial de limão é revigorante e ajuda em pernas cansadas
(pensei: ficamos sentados quase o tempo inteiro escutando os ensinamentos e nos auto trabalhando e uma revigorada é sempre bom né...)
- Óleo essencial da laranja tem efeito reanimador quando há a sensação de tédio e falta de energia
(e quem em algum momento não fica assim?!)
- Oléo de Ho Wood também conhecido como Litsea Cubeba parece criar um clima ensolarado
(segundo a Sachi - mas sim, ele  dá mesmo essa energia positiva)

Achei perfeito para uma pessoa assim!

Agora a embalagem, eu quando dou um presente prefiro colocar em algo que sirva para outros usos... Nessa eu me emocionei muito mesmo, pois quando saí da emissora de TV por estafa nervosa (que depois descobri ser fibro), fiz um curso de cartonagem como terapia ocupacional- pois curto muito um DIY (Do it yourself), que acabou virando trabalho depois - sim eu era arteira, kkkkkk!
 Amava passear nas lojas de tecido, amava ver as estampas fofas deles, imaginar como ficaria numa caixinha e adorava o processo de confecção, os olhinhos brilhavam a cada peça que ficava pronta. Só parei quando a fibro não me deixou mais - foi aí que iniciei meu processo de terapia e auto conhecimento, que já tem uns três anos...

Pensei que seria bacana colocar um presente artesanal numa embalagem também artesanal - mas fiquei receosa por todos estes anos sem fazer... uma vez que a fibro minou minha auto estima, indo parar abaixo do chão (mas graças a Deus, aos florais, a homeopatia, terapeutas e agora aos óleos essenciais estou me reerguendo - e muita mas muita força de vontade e trabalho de auto conhecimento).
Voltei ao cantinho do ateliê, de início me deu uma tristeza em ver todo aquele material parado... mas a vontade era tanta que encarei.

Todo o processo teve uma atmosfera mágica, cercada de carinho - marido cortou o papel paraná, por ser duro demais e que não consigo porque não tenho a mão direita perfeita por conta de uma sequela na infância (mas quem vê nunca acha que houve algo).
A escolha da estampa, também foi criteriosa um verde - que é a cor da cura.

O papel paraná pronto pra ser revestido e virar caixa
 Passei três horas fazendo, tive um pouco de dificuldade em lembrar como cortar o tecido pra encaixar na forração, mesmo um pouco apreensiva com o resultado final, estava calma, havia amor no processo e acima de tudo - muita gratidão a mestra, e o resultado foi este:


E sabe o que é mágico nisso? Ela conseguiu sentir todo o carinho e dedicação - a energia que tinha em cima deste trabalho. E eu fiquei mais que feliz por ter conseguido fazer depois de todos os percalços ao longo destes anos. E adorou o cheiro cítrico do sabonete da Sachi.

E tenho uma vozinha lá no fundo, me dizendo que minha ex terapeuta e colega deste curso que me levou lá, deve ter ficado feliz lá de cima... pois quando aprendi a fazer as caixinhas tinha mostrado pra ela - que tinha achado lindo também.

Com certeza são duas pessoas que ficarão pra sempre no meu coração! E o que é o amor na vida da gente... faz mágica!


   Observação:   
Caso você esteja acessando o blog via tablet ou celular, é necessário usar a 'visualização versão web' para que seu comentário seja postado via Disqus e assim respondido.