Páginas

25 de maio de 2020

100 mil mortos em NY por Covid-19 e um país do "E dai?"


Quando tu consegue um cantinho pra chamar de seu,  6 anos depois, há necessidade de reparo.
Quando você segue uma rotina comum, ninguém repara ou se repara deixa pra depois.  Mas quando você não tem mais outras coisas pra fazer e nessa quarentena, confessamos que tem hora que enjoa ficar olhando pro teto na falta do que fazer, já leu livros, maratonou séries, cortou a grama do quintal com tesoura de unha...

Depois de tanto olhar pra parede, você resolve que tá na hora de fazer algo - então  vai lá esperando encontrar o material que imaginou e a loja tá assim:




Por motivos de ter arrancado papel de parede que não resistiu a umidade e atividades felinas na casa, precisava mesmo de reparo.
Mas cêis não tem noção da quantidade de gente que transformou megastores de construção em passeios familiares! Já contei até 5 pessoas lá: pai / mãe / 2 filhos / avó

Pela falta de materiais, temos uma ideia de  como as pessoas se ocuparam no mega feriado de 6 dias do Governo/ prefeitura de SP - criando lousas chalkboard nas paredes já que qualquer coisa preta estava em falta: desde pigmentos até sprays, além de plantas.

Agora me pergunto: isso era uma atividade altamente prioritária ?! Posso dizer que no meu caso era até por questões de saúde - mau cheiro.

Talvez aquele grupo de 5 pessoas foi comprar areia e cimento pra fazer mais um cômodo, vai saber... mas aposto e ganho calculado pelo n. de pessoas sem sacola ou carrinho que sim, muita gente foi dar uma volta, porque tava aberto.







Em Alphavile industrial tem outras lojas básicas como pet shops, outras de construção e hipermercados, porque o único local sem ter que pagar frete pra um  único mouse era lá
 ( um instrumento de trabalho principalmente num home office, e de novo tu vê grupos diversos dentro do mercado, desde famílias completas com bebês de colo até jovens com carrinhos lotados de cervejas e snacks.)

Então temos um país que tem um dos piores líderes políticos de quarentena em todo mundo, noticiado por várias imprensas internacionais, dizendo "E daí?!"

Buscadores espirituais, filósofos , estudantes de autoconhecimento, terapeutas, psicólogos e todo mundo que sabe que existe a questão de que o que está dentro, está fora: se temos um bom número de pessoas ligando o f#@#-$& e indo em bandos nos comércios, porque temos o direito de ir e vir , taí porque temos um representante que numa coletiva de imprensa diz algo assim... PORQUE A MAIORIA NÃO TA NEM AÍ MESMO!

Milhares que nem querem saber: fazem rachas, bailes funks, churrascos na laje, talvez outras centenas que ao invés de se inteirar do porquê estamos fazendo esforços de não sair de casa, trabalhar no computador, continuam a comer obentô na Praça da Liberdade como se nada acontecesse, correndo, indo em feiras do rolo, entupindo mercearias quando nem entendem pra quê servem aqueles alimentos, ao mesmo tempo em que ambulâncias de hospitais comprometidos gravemente c/ a doença estão ali na mesma rua...
Outros se informam, mas ficam alienados a notíciarios de outros países, nem sabem de Manaus por ex... e nem querem saber, como se a vida dos cidadãos do país que moram não importasse, vivendo num buraco de avestruz do outro lado do mundo.
Me provoca indignação - mas me ensina a ver/ aceitar que existem 7,495 bilhões de pensamentos e crenças e que nem sempre tem a capacidade ou interesse de fazer sua parte do mundo, olhar pras mazelas e simplesmente colaborar ... porque nessa situação sem a contribuição pessoal, governos são impotentes!
E reforçando: governos são feitos de pessoas, sujeitos a expor inconscientes coletivos e suas sombras: assim sendo, como disse Michael Jackson: "make the change" - Man in the Mirror.
Então a gente põe aqui até uma música pra deixar a coisa toda um pouco mais leve, porque pelo menos pra mim que tive dezenas de insights neste tempo de recolhimento (e ainda não completei a maratona de iluminação espiritual pode ter certeza!)
Tendo que falar mais firme com meus idosos pra explicar do porquê nao dá pra ficar fazendo compras agora toda semana, só consegui entrar no carro e ficar chocada com essa movimentação, que como cidadã tendo uma parte da responsabilidade em toda essa calamidade pública, inclusive indo ao mercado pra estes mesmos idosos, peço encarecidamente:
se informe sobre aqui


 Se ponha no lugar dessas 100 mil famílias que perderam essas pessoas que o The New York Times estampou na capa - ninguém ali é só um número, nem nossos 23.369 mortos!

 Ninguém sabe se está portando o vírus sem sintomas, o que neste caso ainda que com aparência saudável a não ser que pague mais de $350 em um teste!

Como também ninguém sabe se vai precisar de UTI até por outros motivos como câncer ou problemas cardíacos, e a única forma de manter um sistema de saúde funcionando é fazendo sua parte!
 Já disse Drauzio Varela aqui: o governo não pode ser culpado e ter que arcar com os danos que a pessoa mesma infringiu a ela: comendo doces , tomando álcool , fumando e etc... bem como também não dá conta de lidar com todo mundo que pega covid-19
e agora não importa o passado, que a maioria sabe- só nos ateremos ao fato de que nenhum governo conseguiu lidar com um número extratosférico de doentes ao mesmo tempo!


Assim como também não tem como arcar com todas as irrresponsabilidades de mais 200 milhões de brasileiros!
 E sim, eu sei que não dá pra pedir autoresponsabilidade pra todos, porque tem muita gente sem condição mesmo, mas eu sei que quem me lê, tem um poder aquisitivo maior, então por favor se não quer ler o que eu digo, também tem a live ótima de Leandro Karnal no canal do Átila Iamarino, que com certeza tem um poder de fala muito maior do que eu e consegue chegar muito mais longe...





Consternados, com um engasgo na garganta, um nó no peito, só posso dizer : Sinto muito! Por todas essas pessoas e familiares! Vejo sua dor!


nas compras no site da Aromalife! Clique e acesse!

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | free samples without surveys