Páginas

7 de junho de 2014

Minha visão sobre a Bio Fair / Natural Tech

Hoje, o quarto e último dia das duas feiras, a Bio Brazil Fair com o setor de orgânicos nacional e a Natural Tech com o setor produto natural, segundo leitora do blog disse estar entupido.

Quem foi não diz nada muito diferente de 'vale muito a pena' - e vale mesmo! Sentir a textura, o cheiro dos cosméticos e praticamente todos no mesmo espaço, é uma oportunidade única - que um dia sonho em ver aqui em SP, uma loja física com todos os produtos.


Esta é a 3. visita à feira e vou deixar aqui algumas notas.

Na mesma semana do evento na Bienal, finalmente foi aprovado a lei que proíbe testes em animais para cosméticos aqui no Brasil, e acredito que isso só se tornou realidade com a pressão popular mesmo. Ao mesmo tempo pensei :"só espero que ninguém precise invadir laboratório para que as empresas parem de fabricar cosméticos potencialmente nocivos".

Então, fiquei surpresa: a feira que era um evento quase zen, de tão calma, no primeiro dia, teve o movimento do sábado da edição anterior, que mesmo com o frio, a chuva, a greve do metrô que deixa a cidade intransitável e um transito enorme na região do Parque do Ibirapuera, com todas as dificuldades possíveis, as pessoas foram!

Estive quarta e sexta, quando cheguei na sexta, eu fiquei de boca aberta com a quantidade de gente! Basicamente triplicou o movimento em todos os dias do evento, que mesmo com a projeção de crescimento de 30%  - já na sexta acabaram os estoques de alguns produtos, ou seja - mesmo as marcas levando  a mais, a demanda foi tanta que não havia estoque.
 Mais incrivel era o movimento em plena semana e em horário comercial!

Outra coisa que pude notar bem: enquanto os stands de alimentação tinham maior movimento, os de cosméticos sempre foram tranquilos, este ano estavam cheios o dia inteiro.
E  isso é muito bom, pois como já disse em outros posts, o crescimento do setor só aumenta com a demanda, e com uma demanda alta, pontos de venda que muitas vezes são somente virtuais, tendem a ser físico e que com isso, talvez seja possível diminuir custos e creio que realmente seja bem possível, se uma garrafa de vinho pode ser vendido a $10, cosméticos também podem, e eu sei que é possível, pois o sabonete pele oleosa da Cativa tem um preço bem competitivo com aquele de farmácia.

Tem um pouquinho de orgulho da parte da blogueira que vos fala, que ficou sabendo da existência de cosméticos orgânicos através do Mocinha Kawaii da Heglaé há uns 3 anos, que também me falou do evento.
No meio dessa jornada conheci o Tantas Plantas da Michelle, que já é usuária há 6 anos,e que se não fossem as descobertas e resenhas delas e que eu aqui as considero como uma das pioneiras no assunto aqui no Brasil (e as agradeço muito por isso), estaria um tanto quanto perdida no que comprar, pois greenwash estava rolando solto, até ano passado inclusive na própria Bio Brazil Fair.

E a partir daí, embora dê pra contar nos dedos, começaram a surgir blogs especializados, inclusive o próprio PBS - que eu vejo pelos números crescentes, o que mais aparece é leitora me escrevendo iniciando o processo de cosmética verde.
Acredito muito que as resenhas dos blogs contribuiram  e que tinha leitores de todos eles por lá (pelo menos algumas do PBS, sim - vieram me contar...).

No fim, só devo todo esse sucesso do evento a uma frase: 'As pessoas estão cada vez mais tomando consciência!' - o que é lindo de ver!
É um trabalho de formiguinha conscientizar a população mas é muito bom ver que além do cruelty-free, as pessoas estejam levando em conta os benefícios à saúde e ao meio ambiente aderindo a este mercado.

É muito bom saber que o tempo que passo aqui digitando esteja sendo convertido em números reais ali na feira!

E mais que merecido: parabéns a todos os empresários que persistiram no segmento, pois graças a eles, temos bons produtos aqui no Brasil!


nas compras no site da Aromalife! Clique e acesse!

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | free samples without surveys