Páginas

14 de julho de 2013

Argan oil Cris Dios não é orgânico!

(post atualizado em jan/2018 - as fórmulas são atuais)

Olha que vou ter um treco com tanta bomba pra soltar!
Acontece que lá pelos idos de 2011, mais precisamente em setembro, na Beauty Fair, eu voltei toda feliz pra casa com produtos da marca Cris Dios Organics (site da marca, clica aqui). Contei no meu antigo blog de cosméticos convencionais o Yummy Tips sobre a novidade orgânica em plena feira de cosméticos convencionais aqui e sobre o Argan oil da marca, aqui.

Naquela época como iniciante neste mundo eu era totalmente aparte sobre o que é e o que não é um produto orgânico de fato, confiava somente no que dizia o rótulo e neste em específico estavam ali certificações IBD e Ecocert - e não, infelizmente não sabia ler a composição muito menos saber o que signifa uma porção de nomes estranhos.
Só depois de um ano e uma porção de greenwashings -que aí entrou no ar o Projeto Beleza Saudável comecei a me inteirar mais dos processos de certificação e dos ingredientes que são ou não permitidos (tente vender um greenwashing pra mim hoje pra ver se não leva xingo!)

Após ler muito, fiquei com muitas pulgas atrás da orelha com este produto, o Argan Oil Cris Dios. Tem 4 silicones nessa fórmula, ou seja não é orgânico!






O que me intriga muito é que produtos orgânicos tem os devidos selos das certificadoras - mas em todos os produtos da marca não há nenhum selo, somente a informação de certificação.




Então foi este o motivo que me levou ao IBD e ao Ecocert durante a Bio Brazil Fair. Com o IBD foi devidamente apurado que não se trata de um produto orgânico de fato, em função dos ingredientes derivados do petróleo.
Pois eu como consumidora leiga, acabei levando para casa um produto que não é orgânico com base nas informações do rótulo, mais ainda pelas certificadoras.
Aqui é um clássico exemplo de greenhwashing, ou seja um produto vendido como orgânico quando não o é.
Me senti lesada e enganada por esta empresa que coloca o 'Organics' em todos os seus rótulos.


Por exemplo, a máscara de tratamento Cris Dios organics tem na composição itens grifados em vermelho, que não poderiam estar em cosméticos orgânicos:

- Petrolatum: Derivado de petróleo extremamente poluente e que cria uma camada impermeabilizante nos fios, com nota 4 no EWG
- Mineral oil: outro derivado de petróleo extrtemamente poluente que cria uma camada impermeabilizante nos fios e que não é indicado pra no poo, tem nota 3 no EWG
- BHT: foi proibido em alimentos e cosméticos no Japão , derivado de tolueno que é extremamente tóxico e pode causar desregulação endócrina, tem nota 4 no EWG
- Cyclomethicone, Cyclopentasiloxane (and) Dimethicone: silicones

O IBD confirmou que de fato ele não é certificado pelo órgão .Sim, fui atrás do IBD para apurar as informações para provar  que este produto vendido como um requintado óleo capilar a base de argan tem uma fórmula que muito produto convencional tem, cuja base são 4 silicones - pois se o rótulo estiver dentro do padrão que é a ordem decrescente, os quatro primeiros ingredientes que são sintéticos ocupam maior posição na formulação - e que se paga R$109 por ele  e é vendido como orgânico.

É evitar que outras consumidoras de produtos naturais e orgânicos que acreditando na boa fé das empresas caiam em ciladas como eu cai. Mas por isso digo que, depois de tanto greenwashing, é FUNDAMENTAL aprender a ler os rótulos, identificar o que é natural e o que é sintético ou tóxico, tanto que acabei criando uma lista do que deve ser evitado, que está disponível para quem quiser, clica aqui.


E eu recomendo a você que estiver lendo este post, se tiver dúvidas a respeito de algum produto, é um favor que você faz perguntar aos respectivos órgãos, uma vez que se estiverem irregulares, tomarão providências cabíveis
 


nas compras no site da Aromalife! Clique e acesse!

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | free samples without surveys