Páginas

20 de março de 2013

O círculo vicioso dos cosméticos convencionais capilares

Faz muito tempo que eu queria postar  algo assim, desde a época que surgiu um post na blogosfera convencional dizendo que 'petrolatos em produtos cosméticos nunca vão deixar de existir porque são vitais para a formulação de certos produtos' - clica aqui.

Bem, quem acompanha o PBS e até outros blogs de cosméticos orgânicos sabe que isso não é verdade, é só ver a composição do shampoo da Ikove, do condicionador da Surya e da máscara de tratamento da Surya, entre muitas outras boas marcas do setor... uma vez que para um cosméticos ser considerado orgânico ele não pode ter derivados de petróleo na composição, vide a definição de um cosmético orgânico - clica aqui.

Logo é uma inverdade dizer que cosméticos capilares (e até para outros tipo de uso) necessitam de derivados de petróleo! Se isto fosse tão essencial assim, as formulações orgânicas seriam ineficazes, no entanto estão longe de ser, tem um desempenho até melhor, justamente pelo cabelo absorver todos os nutrientes.



 Pra quem não sabe, além dos derivados de petróleo serem altamente poluentes, entopem os poros,formando uma película na pele e cabelos, não deixando que qualquer outro nutriente benéfico possa penetrar.
E sabem porquê usa-se e muito estes componentes?! Porque são ridiculamente baratos! Compare o preço de um óleo mineral ao de um óleo vegetal qualquer... só assim é possivel ter máscara de hidratação a R$7 na perfumaria. (E não me venha com essa que orgânico é caro porque conheço muita gente que só usa marca cara e gastam horrores no salão e na perfumaria).

O que o petrolatum, mineral oil, paraffin faz é literalmente grudar no cabelo, formando um filme que dá um aspecto de falso-hidratado, ou seja, forma uma película que isola a perda d'agua no fio, um revestimento envernizado digamos assim, que dá aquele aspecto bonito e brilhante no cabelo.

Na verdade não é bem assim, se for pensar pelo fato de que é necessário repetir as hidratações usando produtos com estes componentes, significa que ele não é tão eficaz. Outro mau aspecto dos derivados de petróleo em cosméticos capilares, é o fato deles deixarem os cabelos pesados, gritando desesperadamente por um anti-resíduos.


Então caímos na engenhosa e mirabolante industria cosmética convencional:
  •  Inventam que shampoo bom mesmo pra limpar cabelo é o que tem sulfato (e pra quem não sabe, sulfato é uma das muitas variáveis de detergente, aquele mesmo da louça, inicialmente foi criado para lavar graxa de oficina), só que o produto resseca o cabelo, agride o couro cabeludo dando dermatites...
  •  Então você usa um condicionador com parafina e acha que o cabelo fica ótimo...

Passa um tempo, você vê que nem condicionador dá conta da agressão que o sulfato faz, seu cabelo fica uma palha...

  •  Daí você acha que precisa de uma hidratação e compra uma máscara hidratante com.... parafina! De novo você acha que seu cabelo ficou lindão, com brilho e maciez....
 Só que o cabelo fica literalmente uma maçaroca com tanta coisa grudada, fica pesado e sem vida.... gritando 'tira isso de mim!'
  • Entra em cena o antiresíduos! Shampoo com poder detergente maior, que retira até o que não deve, a proteção natural do cabelo, agride tanto que até abre as cutículas para que a tal máscara hidratante com parafina penetre melhor, daí você acha que o produto é ótimo porque deixou seu cabelo lindo e macio...
E fica-se nesse circulo vicioso, anos a fio... (isso sem contar os leave ins, escovas de tudo que é jeito, tinturas, etc etc, etc...)

+ Acesse: Como fazer a transição dos cosméticos orgânicos capilares

Ou então, belo dia você descobre que shampoo sem sulfato não agride o cabelo, que seu condicionador composto só de extratos vegetais dá conta do recado Descobre que duas gotas de óleo vegetal como leave in super funciona após a lavagem.
E que depois de uma temporada na praia, nada melhor do que uma bela hidratada com manteigas e óleos vegetais que  supre todas as necessidades do cabelo e que você não precisa mais pagar uma hidratação no salão ou pagar uma pequena fortuna naquele creme de marca famosa considerado must have.

Descobre que a henna cumpre muito bem a função de cobrir os primeiros fiozinhos brancos e ainda deixa um reflexo avermelhado bonito... e tudo isso sem usar uma gota de química nociva, sem testes em animais e sem poluir o meio ambiente (duvida que o sulfato polui?! Veja foto aqui.)

Duvida que os shampoos, condicionadores, máscaras capilares 100% naturais/orgânicas, óleos vegetais e henna cumpram sua função?! Pergunta pra qualquer blogueira adepta destes produtos, pergunta pra qualquer usuária destes produtos... ou você acha que elas padecem de cabelos sem vida e feios?!

Como você sabe que não funciona se você nunca testou?!
Palavra de quem usava shampoo anti caspa La Roche Possay, Kerastase Biotic (era parar de usar pra caspa voltar...), creme de hidratação Masquintense e Elixir Ultime também dessa marca e usava tintura Garnier.

Por essa experiência nos cabelos e no restante do corpo... deu pra notar uma coisa: a Natureza dá tudo que precisamos pra nos manter, nós é que complicamos tudo...

E vocês usuárias dos produtos naturais e orgânicos, como foi sua experiência?! Conta aí...

Você pode querer ler:
Óleos essenciais para cabelos
Óleo de argan - Harmonie Aromaterapia
Óleo Pracaxi Laszlo


Cupom válido durante todo ano de 2018- acesse!

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | free samples without surveys