Páginas

18 de janeiro de 2013

No DVD | My name is Khan

Brasil é péssimo  pra valorizar as boas produções mundiais, incluso os bons filmes de Bollywood, (quem passa por aqui sabe que eu adoro a cultura e tenho tido aprendizados valiosos). E eu realmente gostaria muito que mais filmes indianos viessem para o Brasil porque eles realmente são ótimos, nos mostram outros valores e perspectivas.

Eu achei a atuação de Sharuk Khan (Jack Chan está para a China assim como Sharuk Khan está para a India - uma super celebridade!), extremamente perfeita - no filme My name is Khan, que ao contrário do que eu pensava não é a autobiografia dele, rs...

Para baixar só tem legenda disponível em inglês, até ontem quando vi pela 5. vez  (e chorei de novo, e se o ver cem vezes com certeza chorarei!) e consegui uma legenda em português- milagre!  Este foi o filme mais caro de Bollywood em 2010 -USD18,2 milhões. E visto em vários países do mundo, exceto no Brasil é claro...

Um resumo do filme é a vida pós atentado no World Trade center - muitos indianos muçulmanos começaram a sofrer ataques e só piorou o preconceito e os crimes raciais após o 09/11.
Sobre uma deficiência física e como ela pode ser transformada em algo especial, em como ver a alma das pessoas e não uma aparente deficiência consegue superar barreiras.... e como uma pessoa pode mudar as coisas se assim ela o quiser.


Bem, além da atuação impressionante de Sharuk Khan no papel de Rizvan Khan - um autista, a história é realmente comovente.
Quando criança ganha toda a atenção de sua mãe pelo autismo, gerando ciumes e revolta no irmão mais novo Zakir. Mesmo com todo os problemas que o autismo traz Rizvan é extremamente inteligente, quase um gênio que pode consertar quase tudo e uma incrível capacidade de memorização e aprendizado.

Na Índia, como dito antes existem muitas pessoas muçulmanas e o sobrenome Khan é desta origem.

Zakir na idade da faculdade parte para os EUA, se forma e administra uma empresa de cosméticos indianos naturais (eu quero!). É casada com a psicológa  Haseena.

Quando a mãe deles morre, Rizvan se vê obrigado a ir para os EUA  morar com o irmão em São Francisco.
Haseena diagnostica Rizvan com sindrome de Aspergar- o que o torna um inconveniente social, já que fala a verdade nua e crua sempre. Inclusive sobre os cosméticos que revende (sim eu queria um vendedor de cosméticos assim também rs...).

Entre suas vendas, entra em um salão de cabeleiros com nome hindu e conhece Mandira - uma cabeleireira (mulher divorciada hindu e com um filho -Sameer). com quem se casa em meados de 2007 e não tem aprovação do irmão por ela ser hindu e ele muçulmano. E os três se mudam para uma pequena cidade do interior com 30.000 habitantes.
No entanto para Rizvan só existem dois tipos de pessoas no mundo - as boas e as más. Em certos momentos, lembra Forest Gump com sua inocência e grande coração.

Mandira adota o sobrenome tipicamente islâmico do marido, Khan. Então começam  os ataques do 11 de Setembro e os muçulmanos começam a ser olhados com desconfiança - E aí começam os problemas
Seu salão novo -chamado "Mandira Khan",fica deserto e assim ela é obrigada a procurar trabalho em outro salão.



infelizmente o trailler oficial só existe em inglês....


O melhor amigo do casal-  Mark, como jornalista foi enviado ao Afeganistão para cobrir a guerra, onde é morto. O filho deste- Reese, colega de Sameer e antes do ocorrido,seu melhor amigo, começa a ignorá-lo  e fazer  bullying na escola. Quando Saamer tenta falar com Reese, acabam brigando e atraindo um grupo de estudantes que intimidam Saamer, ameaçam e começam a bater e assediar - o que termina com um ataque fatal no campo de futebol, onde acaba morrendo. Vítima de ataque preconceituoso.Os garotos que mataram Saamer intimidam Reese a não contar nada.

Haseena- cunhada de Rizvan e professora universitária, é atacada nos corredores da faculdade, por um anônimo  que passa por trás e a arranca seu lenço da cabeça, gritando:"get out of my country!"

Mandira surta com a dor da perda do filho e culpa Khan por ter surgido nas suas vidas. Num acesso de raiva, pergunta a Rizvan se ele é capaz de explicar às pessoas e ao Presidente dos EUA que ser muçulmano não significa ser terrorista. E o manda embora.
Rizvan, como leva tudo ao pé da letra pela sindrome de Aspergar vai atrás do presidente para dizer ao Presidente Bush: "O meu nome é Khan e eu não sou terrorista".

Enquanto isso, Mandira faz campanha para descobrir quem matou seu filho.

No trajeto, ele é detido no aeroporto, depois de uma denúncia de outra passageira na fila de embarque. Como perdeu o vôo pelo interrogatório pega um ônibus que o leva á Georgia
Ele viaja para Wilhemina, Geórgia e se torna amigo de Mama Jenny e seu filho Joel. Mais tarde, em Los Angeles, reza em uma mesquita e ouve o discurso  violenta de Faisal. Telefona para o FBI mas não houve resposta no momento.
Mais tarde, enquanto espera em uma multidão para encontrar com o presidente Bush e repetir diversas vezes: "Meu nome é Khan e eu não sou um terrorista", Rizwan é preso e colocado em uma prisão, que interpretam mal sua declaração.

Na prisão, ele é interrogado como suspeito de terrorismo e se encontra com o psiquiatra Radha, que acredita em sua inocência. Mais tarde ele é liberto, após uma campanha de mídia por dois estudantes indianos repórteres e Ahuja Bobby - de uma grande emissora, que prova sua inocência pela suas tentativas de informar o FBI sobre Faisal. Após a liberdade, ele vê na TV sobre o furacão que atingiu Wilhemina para ajudar Mama Jenny e seu filho. Seus esforços atraem a atenção da mídia e inúmeros muçulmanos  vem para ajudar, inclusive seu irmão e sua cunhada. O que atrai os mesmos jornalistas que o ajudaram a sair da prisão.

 Ao mesmo tempo,  Reese confessa Mandira e revela as identidades da quadrilha que matou Sam. Ela informa o policial, que tem acompanhado o caso, e prende a gangue.
Logo depois  Mandira  recebe uma ligação de Sarah (mãe de Reese e esposa de Mark) pedindo para perdoar Rizwan, "Eu perdi meu marido pelo ódio, não perca o seu também."

Mandira percebe seu erro,  se junta Rizwan na Geórgia, e reacende seu amor. No entanto, no momento em que ela chega, Rizwan é esfaqueado por um dos seguidores de Faisal , que o acusa de ser um traidor do Islã, e gravemente ferido, Rizwan é levado às pressas para o hospital. Com a ajuda de Mandira, Rizwan sobrevive e encontra o presidente recém eleito Barack Obama - que lhe diz: "Seu nome é Khan e você não é um terrorista." O filme termina com Rizwan e Mandira voltando para casa.

Se alguém tiver a oportunidade de asistir vale a pena, um belo aprendizado para a vida.

   Observação:   
Caso você esteja acessando o blog via tablet ou celular, é necessário usar a 'visualização versão web' para que seu comentário seja postado via Disqus e assim respondido.




nas compras no site da Aromalife! Clique e acesse!

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | free samples without surveys